Descrição de chapéu Coreia do Norte

Novas imagens atestam reconstrução de base de mísseis na Coreia do Norte

Local foi reconstruído às pressas após promessa de desativação em cúpula de 2018

Washington | AFP

Um think tank baseado em Washington afirmou nesta quinta-feira (7) que a base de lançamento de mísseis de Tongchang-ri, na Coreia do Norte, está novamente operacional, após ser rapidamente reconstruída pelo país.

As informações foram divulgadas no site do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais  (CSIS) e são baseadas em novas imagens de satélite. "As atividades de reconstrução na base de Sohae (Tongchang-ri) demonstram o quão rápido a Coreia do Norte pode facilmente reverter qualquer passo tomado em direção à desativação de seu programa de armas de destruição em massa", escrevem os especialistas Victor Cha e Joseph Bermudez no comunicado que analisa os resultados.

​A Coreia do Norte havia prometido a Donald Trump que desmontaria esta base de mísseis durante a primeira cúpula entre os dois países, em junho de 2018, em Singapura. No entanto, na terça (5) foi divulgado que satélites detectaram a reconstrução de um telhado e uma porta no local, entre 16 de fevereiro e 2 de março.

O novo relatório atesta "a remontagem continuada de componentes-chave da base de lançamentos" e indica a preparação do local para possíveis testes.

Imagem de satélite mostra a reconstrução da base de foguetes Tongchang-ri - Airbus Defence & Space and 38 North, Pleiades/Reuters

A notícia do reativamento veio apenas dias depois de um segundo encontro entre os líderes dos dois países, dias 27 e 28 fevereiro, em Hanói, no Vietnã. A reunião terminou mais cedo do que o previsto porque os dois lados não chegaram a um acordo sobre a desnuclearização da Coreia do Norte e sobre a retirada de sanções econômicas impostas pelos EUA ao país asiático.

Na quarta (6), Trump havia dito que ficaria "muito decepcionado" se a notícia da reconstrução se confirmasse. John Bolton, assessor de Segurança Nacional do presidente americano, afirmou em entrevista para o canal Fox News nesta quinta (7) que o republicano está aberto a novas conversas com Kim Jong-Un.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.