Quais companhias usam o Boeing 737 Max, que caiu na Etiópia? Veja perguntas e respostas

Modelo, avaliado em US$ 121 milhões, teve dois acidentes fatais em cinco meses

São Paulo

A queda de um Boeing 737 MAX 8 na Etiópia neste domingo (10), que deixou 157 mortos, levantou dúvidas sobre a segurança deste modelo. É o segundo acidente com o mesmo tipo de avião em cinco meses.

Em outubro, uma aeronave similar da companhia Lion Air caiu 13 minutos depois de decolar em Jacarta, na Indonésia, matando todas as 189 pessoas a bordo —a aeronave tinha três meses de uso. 

Avião em voo com cidade e prédios ao fundo
Um Boeing 737 MAX 8 da American Airlines pousa em Nova York - Drew Angerer/AFP

O MAX é a quarta geração do Boeing 737, que foi lançado em 1967 e se tornou o avião comercial mais vendido do mundo. 

O modelo existe em quatro tamanhos, 7, 8, 9 e 10, sendo que o 8 teve maior procura. Desde o lançamento, em 2017, foram encomendadas mais de 5.000 unidades do 737 MAX, de acordo com a agência Bloomberg. 

Uma aeronave 737 MAX 8 custa em média US$ 121,6 milhões (R$ 467,9 milhões), segundo a Boeing. Esta foi a versão envolvida nos dois acidentes. 

Quais companhias usam o 737 MAX?

Até janeiro de 2019, foram entregues 350 unidades a 46 empresas aéreas diferentes. No Brasil, apenas a Gol adquiriu o modelo. Há sete unidades em uso no país. 

A maior compradora foi a norte-americana Southwest Airlines, com 34 aviões já recebidos. Outras companhias de grande porte que adquiriram o MAX foram:

  • Aerolíneas Argentinas
  • Aeromexico
  • Air Canada
  • Air China
  • Air Europa
  • American Airlines
  • Copa Airlines
  • Korean Air
  • Quatar Airways
  • Turkish Airlines 
  • United Airlines

Empresas indianas de baixo custo, como Spicejet e Jet Airways, e de locação de aviões, como Gecas e Air Lease, estão entre os maiores compradores. 

 

O modelo vai parar de voar?

Apenas em alguns países. China e Indonésia anunciaram nesta segunda (11) uma proibição temporária ao uso deste modelo por empresas de seus países, enquanto houver dúvida sobre a segurança do modelo.

A Ethiopian Airlines disse que deixará de usar o modelo. Já outras empresas que o possuem, como a Southwest e a Iceland Airlines, reafirmaram sua confiança na segurança desta aeronave.

A Gol também seguirá operando com o 737 MAX e disse que "mantém contato próximo com a Boeing para esclarecimentos. A companhia reitera a confiança na segurança da sua operação".

Como checar se meu voo será feito com esse tipo de avião?

A informação sobre a aeronave utilizada costuma estar no cartão de embarque, emitido após o check-in. 

Há sites e aplicativos, como Flight Stats ou o Flightradar24, que antecipam as informações previstas para o voo e também informam quais foram as aeronaves usadas em voos recentes. 

No Brasil, o 737 MAX é usado pela Gol nas rotas que ligam Brasília e Fortaleza a Miami e Orlando, na Flórida. Em dezembro, o novo Boeing passou a voar entre São Paulo e Quito, e Cancún (México) deve ganhar um voo saindo de Brasília a partir de junho deste ano, também com um MAX 8.

 

Que novidades o 737 MAX trouxe?

Na comparação com as versões anteriores, o MAX tem motores maiores, automação de mais itens e capacidade de voar distâncias maiores (até 6.570 km),

A avião também consome menos combustível: segundo a Boeing, e gasta 13% menos na comparação com outras aeronaves atuais de porte similar, com apenas um corredor interno. A empresa também diz que a aeronave é 40% mais silenciosa. 

Há relação entre os acidentes?

É cedo para dizer, mas tanto no caso da Etiópia quanto da Indonésia, a queda ocorreu minutos após a decolagem. E em ambos os pilotos solicitaram retorno ao aeroporto de origem, mas não conseguiram regressar. 
 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.