FBI busca jovem que fez ameaças às vésperas dos 20 anos de Columbine

Sol País, 18, estaria obcecada com massacre e é perigosa, dizem autoridades

Los Angeles

Às vésperas do aniversário de 20 anos do massacre na escola secundária Columbine, no estado americano do Colorado, autoridades emitiram um alerta após receber ameaças contra a instituição por parte de uma jovem "armada e extremamente perigosa" nesta terça-feira (16). 

Outras 20 escolas do condado de Jefferson, onde está Columbine, e outras partes da zona metropolitana de Denver aumentaram as medidas de segurança. 

A escola secundária Columbine, em Littleton, Colorado - Thomas Cooper - 22.mar.2005/Getty Images/AFP

"Devido a ameaças sérias às escolas por um indivíduo identificado pelo FBI, o Departamento de Segurança Pública recomenda a todas as escolas da zona metropolitana de Denver a realizar um 'lockout' [fechamento dos acessos] e fazer uma retirada controlada imediatamente", afirmou o Departamento de Educação do estado, no início da tarde. 

Depois, o xerife do condado afirmou que os estudantes estavam em segurança e que forças de segurança foram empregadas nas escolas, enquanto a busca continua. A jovem foi identificada como Sol País, 18. 

"Ontem [segunda] viajou para o Colorado e fez ameaças. Está armada e é considerada extremamente perigosa", escreveu o prefeito do condado de Jefferson nas redes sociais. 

As autoridades disseram, segundo a imprensa local, que País estava "obcecada" com o massacre de Columbine, ocorrido em 20 de abril de 1999 em Littleton, quando Eric Harris e Dylan Klebold, estudantes do último ano, mataram a tiros 12 colegas e um professor. Eles se mataram na sequência. 

"Devido ao fato de ser uma investigação em andamento, não podemos dar mais informações sobre onde está, há quanto tempo está aqui e a natureza da ameaça. Isso poderia comprometer as investigações", acrescentou. 

AFP

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.