Com 89 a bordo, aeronave da Embraer pousa em Mianmar sem rodas dianteiras

Piloto da Myanmar Ailines realizou proeza após aparelho ter problemas no trem de pouso; ninguém ficou ferido

Aeronave da Embraer, operada pela Myanmar National Airlines, após pouso de emergência no aeroporto internacional Mandalay
Aeronave da Embraer, operada pela Myanmar National Airlines, após pouso de emergência no aeroporto internacional Mandalay - AFP
Yangon (Mianmar) | AFP

Uma aeronave Embraer-190, operada pela companhia aérea Myanmar Airlines, pousou neste domingo (12) em Mianmar sem as rodas dianteiras.

O voo UB-103 pousou em Mandalay, segunda maior cidade do país, e as 89 pessoas a bordo do avião fabricado no Brasil saíram ilesas.

Apesar de um problema no trem de pouso dianteiro, o piloto conseguiu realizar uma proeza, elogiada por especialistas, anunciou a Aviação Civil birmanesa.

Quando se aproximava do aeroporto de Mandalay, no norte de Mianmar, os sinalizadores do avião indicaram que a roda dianteira não tinha saído de seu compartimento.

O piloto avisou a torre de controle e fez um sobrevoo a baixa altura para que, da terra, confirmassem se a roda tinha saído, ou não. Ao verificar que continuava dentro do compartimento, o piloto fez vários tentativas fracassadas de corrigir a situação, mas acabou optando por um pouso de emergência. 

"Então, o piloto precisou aterrizar sobre as rodas traseiras e, com habilidade, perder velocidade antes de tocar a pista" com a parte dianteira da aeronave, relatou o diretor adjunto de segurança aérea de Mianmar.

Em um comunicado, a fabricante brasileira Embraer anunciou "sua plena cooperação com as autoridades para ajudar a investigação".

Esse é o segundo acidente com aviões em Mianmar nesta semana, após uma aeronave da  Biman Bangladesh Airlines derrapar devido a fortes ventos na quarta-feira (8) em Yangon, ferindo ao menos 17 dos passageiros a bordo.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.