Coroação de rei da Tailândia termina após três dias com aceno a multidão

Evento custou o equivalente a R$ 122 milhões; monarca foi carregado em trono pelas ruas

Bancoc | Reuters

A longa e luxuosa coroação do rei da Tailândia, Maha Vajiralongkorn, terminou nesta segunda-feira (6) após três dias de eventos, com o monarca e sua esposa acenando para milhares de súditos da varanda de seu palácio e depois mantendo encontros com embaixadores de outros países.

O rei Rama 10º e a rainha Suthida, com quem ele se casou de surpresa na semana passada, assistiram a uma banda tocando o hino nacional e ao disparo de 21 tiros de celebração. Os dois acenaram para uma multidão usando amarelo, cor associada ao monarca, com bandeiras na mão.

"Eu e a rainha estamos muito felizes e encantados de ver todos os cidadãos juntos para expressar boa vontade em relação à minha coroação”, disse ele em seu discurso, agradecendo aos presentes e desejando a eles sucesso e felicidade.

Os três braços das Forças Armadas do país saudaram o monarca, e o primeiro-ministro e a multidão entoaram: "Longa vida ao rei!”.

O encontro com embaixadores estrangeiros concluiu as cerimônias de coroação.

Rama 10º subiu oficialmente ao trono em dezembro de 2016, após a morte de seu pai, Bhumibol Adulyadej, que reinou o país durante 70 anos. No entanto, sua coroação foi adiada por mais de dois anos, em respeito ao período de luto.

A cerimônia, que custou cerca de US$ 30 milhões (R$ 122 milhões), começou no sábado (4) (sexta, 3, no Brasil), às 10h09, no ano tailandês de 2562. A hora foi escolhida pelos astrólogos da realeza. O 10 faz referência a seu número na dinastia Chakri, e o nove é considerado um número de sorte.

No momento da coroação, 41 mil monges em todo o país rezavam simultaneamente para abençoar o novo rei —que usava uma coroa feita de ouro e pedras preciosas pesando mais de 7 kg. 

Numa cerimônia que mesclou rituais budistas e bramânicos, o rei foi “purificado” com águas coletadas em diferentes rios de todo o país e benzidas por monges budistas. Logo recebeu uma placa de ouro com seu nome e o horóscopo do novo reino.

No domingo (5), o rei foi carregado pelas ruas em seu trono em um palanquim, em um trajeto de 7 km do Palácio Real até três templos. Dois mil oficiais de capacetes e roupas coloridas fizeram parte do cortejo.

Os tailandeses foram surpreendidos na semana passada pelo casamento do monarca com a vice-chefe de seu grupo de guarda-costas, Suthida Vajiralongkorn. Antes de ser apontada pelo rei como guarda-costas e ascendida à patente de general, a nova rainha havia sido comissária de bordo da Thai Airways.

Divorciado três vezes e pai de sete filhos, Vajiralongkorn passa boa parte do tempo em Munique, na Alemanha, onde seu filho de 13 anos estuda.

Críticas à monarquia são controladas e severamente punidas sob a estrita lei de lesa-majestade, que prevê penas de até 15 anos de prisão para quem difamar ou insultar a monarquia.

Em um país marcado por turbulências políticas nas últimas duas décadas, Vajiralongkorn tem dado sinais de que seu reinado terá mais peso na política. 

O monarca interferiu na redação da nova Constituição para assegurar que poderá se ausentar do país sem ter de designar um regente e poder incidir diretamente em caso de crise política —poder que havia sido transferido à Corte Constitucional. 

A nova Carta tailandesa foi redigida pela junta militar que comanda o país desde o golpe de Estado de 2014.

Antes das eleições de 24 de março, o rei fez um chamado à população para eleger “as pessoas boas” e “impedir as más” de chegarem ao poder “para não criar confusão”. 

O recado foi interpretado como uma demonstração de apoio aos militares que disputaram o cargo para premiê. O resultado das questionadas eleições serão divulgados três dias após a coroação, e a tendência é que os militares permaneçam no poder.


QUEM É O NOVO REI

Maha Vajiralongkorn Bodindradebayavarangkun (ou Maha 10º)

-É o décimo monarca da dinastia Chakri
-66 anos
-Está no quarto casamento, com Suthida Vajiralongkorn ​, sua ex-guarda costas
-Tem sete filhos, com idades entre 14 e 40 anos
-Tem títulos de general, almirante e marechal

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.