Sem chegar a acordo para brexit, Reino Unido confirma participação nas eleições europeias

Governo diz que não há tempo hábil para acerto antes de 23 de maio, data de início da votação

Londres | Reuters

O Reino Unido terá que participar das eleições para o Parlamento Europeu no dia 23 de maio já que não há tempo hábil para que um acordo do brexit seja ratificado pelos parlamentares britânicos antes da data da votação, afirmou nesta terça (7) o vice-premiê britânico David Lidington.

A primeira-ministra Theresa May lamentou a decisão —ela havia prometido cancelar a realização da votação em caso de acordo de saída do Reino Unido da União Europeia . 

Lindington também disse que o governo espera aprovar um acordo do brexit com os parlamentares britânicos até o dia 2 de julho, data em que os novos deputados assumem seus cargos no Parlamento Europeu.

O vice-premiê do Reino Unido, David Lidington - Alkis Konstantinidis / Reuters

"Nós esperávamos muito que seríamos capazes de definir nossa saída e ter o acordo concluído para que as eleições [para o Parlamento Europeu] não tivessem que ser realizadas. Mas legalmente elas têm que acontecer —a menos que à nossa saída tivesse sido dada efeito legal—, então a eleição vai em frente", disse em comunicado. 

 

Entre 23 e 26 de maio, os cidadãos da União Europeia vão escolher os 751 deputados que compõem o Parlamento do bloco pelos próximos cinco anos. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.