Descrição de chapéu Brexit

Secretário de Saúde do Reino Unido desiste da disputa para suceder May

Matt Hancock obteve 20 votos na primeira etapa da seleção, que agora conta com 6 concorrentes

Londres | AFP e Reuters

O secretário de Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, anunciou nesta sexta-feira (14) a desistência de sua candidatura para a liderança do partido Conservador, reduzindo para seis o número de concorrentes na disputa.

A decisão foi tomada após os resultados da primeira etapa do processo, na qual Hancock ficou em penúltimo lugar, com 20 votos. O ex-secretário do Exterior e ex-prefeito de Londres Boris Johnson lidera a corrida —ele obteve 114 votos.

“Eu me candidatei como candidato do futuro, mas o partido está, compreensivelmente, procurando um líder para as circunstâncias únicas que enfrentamos agora”, afirmou Hancock, em referência ao brexit, processo de saída do Reino Unido da União Europeia (UE).

O secretário da Saúde, Matt Hancock, deixa o número 10 de Downing Street, em Londres
O secretário da Saúde, Matt Hancock, deixa o número 10 de Downing Street, em Londres - Henry Nicholls/Reuters

Antes de mudar de posição e defender o acordo da atual primeira-ministra do país, Theresa May, com a UE, o secretário de Saúde foi contrário ao brexit no plebiscito de 2016.

Com a desistência de Hancock, somente Rory Stewart entre os seis candidatos que continuam na disputa é completamente contra a saída do Reino Unido do bloco europeu sem um acordo. Outros, como Michael Gove e Jeremy Hunt, também têm posição contrária, mas não descartam a possibilidade do chamado “no-deal”.

Para o favorito na disputa, Boris Johnson, um acordo não é a prioridade. Em entrevista à BBC nesta sexta-feira, Johnson assegurou que não prorrogaria novamente a data da saída britânica do bloco europeu.

“Devemos estar fora [da UE] em 31 de outubro. E acho que seria realmente estranho afirmar, neste momento, que o governo britânico estaria disposto, mais uma vez, a acenar com a bandeira branca e atrasar mais uma vez", disse.

Para eleger o próximo líder, a próxima etapa do processo acontecerá na quarta (19) e na quinta-feira (20), até que somente dois nomes continuem na disputa. Depois desse passo, ambos serão submetidos a uma votação entre os 160 mil membros do Partido Conservador, o que deve ocorrer em meados ou no fim de julho.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.