Descrição de chapéu Governo Bolsonaro

Bolsonaro diz que governo brasileiro enviou consulta aos EUA sobre Eduardo

Presidente indicou seu filho para ser embaixador do Brasil em Washington

Angela Boldrini
Brasília

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (26) que não tem pressa para a nomeação de seu filho Eduardo como embaixador nos Estados Unidos. Ele confirmou também que o governo brasileiro enviou nesta semana a consulta formal para os americanos sobre a nomeação. 

“Acho que foi mandado ontem o 'agrément'. Acho que foi ontem se eu não me engano. Não tenho certeza. Eu acertei com o Ernesto [Araújo, chanceler], se não foi ontem foi hoje. A gente não está com pressa", disse o presidente a jornalistas no Palácio da Alvorada. 

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), em discurso na Câmara - Michel Jesus - 14.mai.2019/Câmara dos Deputados

O envio da consulta é uma das etapas formais da nomeação do embaixador.

Bolsonaro decidiu indicar o filho para assumir o posto diplomático em Washington. Presidente da comissão de relações exteriores na Câmara, o deputado federal tem acompanhado o pai em viagens internacionais. 

Segundo súmula do STF (Supremo Tribunal Federal), nomeação de cônjuge ou parente até terceiro grau para exercício de cargo em comissão ou de confiança em qualquer dos poderes da União violaria a Constituição Federal. 

De acordo com a CGU (Controladoria-Geral da União), no entanto, a vedação diria respeito apenas à indicação a cargos administrativos, e não políticos. Para se tornar embaixador, Eduardo precisará também passar por avaliação do Senado brasileiro. 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.