Havaí descriminaliza porte de maconha

Grupos de defesa receberam bem a medida, embora não a reconheçam como suficiente

Los Angeles | AFP

O estado americano do Havaí descriminalizou o porte de pequenas quantidades de Cannabis nesta terça-feira, juntando-se a outras duas dezenas de estados que adotaram medidas semelhantes no país. 

Segundo a nova lei, qualquer pessoa com até três gramas de maconha deve pagar uma multa de US$ 130 (R$ 494), mas a possibilidade de 30 dias de prisão até mesmo por uma pequena quantidade da droga e uma multa de até US$ 1.000 (R$ 3.800) foram removidas.

 Plantação de maconha da Fazenda Hifi
Plantação de maconha da Fazenda Hifi, em Hillsboro, no estado norte-americano de Oregon - Flávio Sampaio/Folhapress

A legislatura de maioria democrata do estado aprovou o novo projeto em maio e o enviou ao governador David Ige para aprovação final. 

Ige não o assinou, mas também não o vetou, efetivamente deixando o projeto se tornar lei nesta terça-feira. 

A nova lei entrará em vigor em 11 de janeiro de 2020.

Grupos de defesa receberam bem a medida, embora tenham dito que não avançou o suficiente para legalizar a droga.

"Infelizmente, três gramas é a menor quantidade de qualquer estado que tenha descriminalizado (ou legalizado) a simples posse de maconha", disse o Marijuana Policy Project em um comunicado.

"Ainda assim, a remoção de penalidades criminais e o possível tempo de prisão por posse de uma pequena quantidade de Cannabis é uma melhoria". 

Atualmente, outros 24 estados, bem como Washington DC, aprovaram leis que descriminalizaram ou legalizaram a maconha.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.