Descrição de chapéu Brexit

Reino Unido enfrentará falta de comida e remédios em brexit sem acordo, diz jornal

Projeção está em relatório do governo britânico vazado para diário britânico Sunday Times

Londres | Reuters

O Reino Unido enfrentará falta de combustível, alimentos e remédios se sair da União Europeia sem um acordo de transição, mostram documentos do governo obtidos pelo jornal britânico Sunday Times.

Além disso, haverá congestionamentos nos portos e voltará a existir uma fronteira “dura” entre Irlanda e Irlanda do Norte, com checagem de mercadorias e pessoas.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, afirmou que o Reino Unido sairá do bloco europeu no dia 31 de outubro de qualquer maneira. Até agora, os governos britânico e europeu não conseguiram chegar a um acordo de transição para a saída.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, bebe em uma caneca enquanto conversa com funcionários de prisão em Leeds
O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, bebe em uma caneca enquanto conversa com funcionários de prisão em Leeds - Jon Super/AFP

O Sunday Times afirmou que as previsões compiladas pelo Cabinet Office, órgão de apoio ao primeiro-ministro, levam em conta as consequências mais prováveis de um brexit sem acordo, e não o pior cenário.

De acordo com o jornal, até 85% dos caminhões que cruzam o canal “podem não estar preparados” para a alfândega francesa, o que causará caos nos portos por até três meses antes que o tráfego melhore.

O governo também afirma acreditar que voltará a existir uma fronteira “dura” entre a Irlanda, que permanecerá na União Europeia, e a Irlanda do Norte, parte do Reino Unido.

Segundo o relatório, é baixa a probabilidade de se chegar a um acordo para evitar as checagens de pessoas e mercadorias, algo que foi abolido depois do acordo de paz na Irlanda. 

O relatório foi elaborado neste mês, com o codinome de Operação Martelo Amarelo, e oferece um raro panorama sobre os preparativos secretos que estão sendo realizados pelo governo para evitar um colapso catastrófico na infraestrutura do país, relatou o Sunday Times.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.