Rússia mudará lei para retaliar e multar mídia britânica no país

Agência reguladora do Reino Unido puniu canal russo RT, que é financiado por Moscou

Moscou | Reuters

A agência reguladora de mídia da Rússia anunciou nesta quinta-feira (1º) que planeja alterar a legislação para que possa multar veículos de comunicação do Reino Unido e de outros países que operem em seu território por violar regras de imparcialidade.

O órgão classificou o plano como uma medida retaliatória a Londres motivada pela multa aplicada ao canal russo RT, que é financiado por Moscou, após ele violar as regras de imparcialidade britânicas. O Kremlin criticou a punição e afirmou se tratar de uma "campanha anti-Rússia". 

Veículo do canal russo RT estacionado do lado de fora da Catedral de São Basílio, próxima à praça Vermelha, em Moscou
Veículo do canal russo RT estacionado do lado de fora da Catedral de São Basílio, próxima à praça Vermelha, em Moscou - Mladen Antonov - 16.mar.2018/AFP

Ofcom, órgão regulador do Reino Unido, determinou à RT o pagamento de 200 mil libras (cerca de R$ 931 mil) por veicular reportagens parciais sobre o conflito na Síria, as políticas ucranianas sobre o nazismo e o episódio do envenenamento do ex-espião russo Serguei Skripal

O canal afirmou à época que a sanção era "muito errada". 

A agência reguladora russa Roskomnadzor, por sua vez, declarou em um comunicado divulgado nesta quinta que estava adotando medidas para retaliar.

"A Roskomnadzor tem afirmado repetidamente que se basearia no princípio da reciprocidade no caso de atitudes discriminatórias contra veículos de mídia russos no exterior", diz o documento. 

A agência afirmou que apresentaria nos próximos dias projetos de emendas de leis na Duma, a câmara baixa do Parlamento russo.

As novas regras permitirão que a Roskomnadzor aplique os mesmos parâmetros adotados pelos britânicos às empresas estrangeiras de mídia operando em território russo, afirmou o órgão. 

Os projetos podem ser facilmente aprovados pela Duma caso contem com o apoio do Kremlin, uma vez que a casa legislativa é controlada pelo partido governista Rússia Unida.

Um porta-voz da Ofcom afirmou que "esses assuntos dizem respeito à Roskomnadzor". 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.