Descrição de chapéu Diplomacia Brasileira

Grupo protesta na chegada de Bolsonaro a Nova York

Manifestantes gritaram palavras de ordem contra política ambiental do presidente

Marina Dias Bruno Boghossian
Nova York

Um grupo de doze pessoas protestou contra Jair Bolsonaro na chegada do presidente a Nova York no fim da tarde desta segunda-feira (23).

Na esquina da rua do hotel onde o brasileiro está hospedado, os manifestantes gritavam palavras de ordem que iam de “Bolsonaro não, Amazônia sim” a “Lula livre”.

Presidente Jair Bolsonaro participa de evento no Palácio do Planalto, em Brasília
Presidente Jair Bolsonaro participa de evento no Palácio do Planalto, em Brasília - Evaristo Sá - 29.ago.2019/AFP

Eles carregavam faixas com mensagens contra o presidente brasileiro, que desembarcou nos EUA para fazer o discurso de abertura da Assembleia Geral da ONU, na terça-feira (24).

Em frente ao hotel na região de Midtown, três apoiadores aplaudiram a chegada do presidente e sua comitiva.

Sob desconfiança e críticas da comunidade internacional devido à condução durante a crise da Amazônia, Bolsonaro tem uma agenda curta, de cerca de 30 horas na cidade.

Segundo integrantes do governo, a limitação dos compromissos oficiais se deu porque o presidente ainda está em recuperação de uma cirurgia que corrigiu uma hérnia decorrente da facada que levou no ano passado.

Nesta segunda, não há previsão de agenda pública para o presidente— ele deve ter um jantar privado.

O próprio Bolsonaro havia dito que se encontraria com o presidente Donald Trump, que nesta segunda-feira fará uma recepção aos chefes de Estado que estão em Nova York para a cúpula da ONU.

Questionado, porém, Trump não confirmou o encontro com o brasileiro e se ateve a dizer que ele é um “bom homem”.

Na terça, após o discurso, Bolsonaro deve se encontrar com o ex-prefeito de Nova York Rudolph Giuliani, que também é advogado pessoal de Trump.

O retorno do presidente ao Brasil está previsto para a noite de terça-feira.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.