Descrição de chapéu The New York Times

Republicanos exibem anúncio na TV que mostra imagem de deputada democrata em chamas

Comercial com Alexandra Ocasio-Cortez foi veiculado durante debate democrata

The New York Times

​O anúncio começa com uma foto da deputada democrata Alexandria Ocasio-Cortez em chamas, seguida por uma imagem em preto e branco de crânios alinhados no chão.

O comercial, que alertava sobre o socialismo ao invocar o regime assassino do Khmer Vermelho no Camboja, foi pago por um comitê republicano de ação política e transmitido durante o debate entre pré-candidatos democratas na noite de quinta-feira (12).

A deputada democrata Alexandria Ocasio-Cortez, durante reunião no Congresso - Jonathan Ernst - 10.set.2019/Reuters

O anúncio é veiculado semanas depois de um ataque a tiros em El Paso, cidade na fronteira com o México, no qual um nacionalista branco matou 22 pessoas, no maior massacre contra latinos na história recente dos EUA.

Desde o ataque no Texas, muitos latinos têm dito que temem por sua segurança e estão preocupados com o risco de futuros ataques por supremacistas brancos.

O grupo que pagou o anúncio, New Faces GOP (Novas Faces do Partido Republicano), diz em seu site que tem como missão "ajudar a elevar a nova geração de republicanos" e recrutar candidatos mais diversificados.

Ocasio-Cortez, parte do grupo de 40 latinos no Congresso e uma das deputadas que o presidente Donald Trump disse para "voltarem e consertarem os países de onde vieram", chamou o anúncio de "uma carta de amor dos supremacistas brancos republicanos".

Na sexta de manhã, muitas pessoas no Twitter pediam um boicote à ABC, o canal de TV que realizou os debates. Alguns defenderam a rede e argumentaram que o anúncio foi exibido apenas em algumas regiões do país, especialmente nas que pertencem ao Sinclair Broadcast Group, dono de 193 afiliadas.

Apesar disso, alguns grupos criticaram a rede por exibir o anúncio, dizendo que ele promove a violência e foi "completamente irresponsável". Procurada, uma porta-voz da ABC preferiu não comentar.

A peça veiculada mostra Elizabeth Heng, uma republicana de Central Valley, Califórnia, que perdeu a eleição local em 2018 para o democrata Jim Acosta por 15 pontos percentuais.

"Esta é a face do socialismo", disse Heng, enquanto a imagem de Ocasio-Cortez queimava. "Alexandria Ocasio-Cortez conhece os horrores do socialismo?", pergunta ela, enquanto uma foto de crânios em um campo do Khmer Vermelho, no Camboja, é exibida.

"Meu pai esteve a minutos de morrer no Camboja até que um casamento forçado salvou sua vida. Isso é socialismo: obediência forçada. Fome."

"A minha face é a da liberdade, minha pele não é branca. Eu não sou ultrajante, racista nem socialista", acrescentou. "Eu sou uma republicana."

Republicanos têm realizado grande esforço nos últimos anos para recrutar candidatos jovens que não sejam brancos, e têm acelerado essa busca desde suas derrotas nas últimas eleições de meio de mandato, em 2018.

No pleito legislativo do ano passado, republicanos acusaram alguns democratas de possuírem laços com o Oriente Médio ao retratá-los como simpatizantes de terroristas.

Heng assumiu todo o crédito pelo anúncio. "Vocês estão realmente me chamando de racista?", escreveu em uma rede social. "Eu estou chamando os democratas de apoiadores de uma ideologia do mal."  

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.