Tufão causa alagamentos, morte e falta de luz no Japão

Faxai, que percorreu a região metropolitana de Tóquio, registrou ventos de até 207 km/h

Tóquio | Reuters

Uma mulher morreu após a passagem do tufão Faxai pela região metropolitana de Tóquio, no Japão, nesta segunda-feira (9), noite de domingo no Brasil.

A vítima, de aproximadamente 50 anos, foi encontrada em uma rua da capital japonesa e levada para o hospital.

De acordo com imagens de uma câmera de segurança, os ventos fortes fizeram que com ela se chocasse contra um prédio, informou a NHK, emissora pública do país.

Mulher tem dificuldade para usar guarda-chuva em Tóquio, no Japão, em função de fortes ventos causados pelo tufão Faxai - Issei Kato - 9.set.19/Reuters

Outra mulher de 20 anos foi resgatada na cidade de Ichihara depois de sua casa ter sido atingida por um poste de metal vindo de um campo de golfe. Ela ficou gravemente ferida. 

"Houve um barulho alto, e eu não conseguia descobrir o que era. Então olhei para cima e vi um grande buraco no telhado, mas estava tão tenso que não consegui entender o que tinha acontecido", relatou um vizinho.

Foram registrados também deslizamentos de terra e alagamentos. 

A Agência de Energia Atômica do Japão informou que uma torre de resfriamento caiu em um reator de pesquisa em Oarai, que está fora de operação desde 2006 e deve ser desativado, mas não houve vazamento de radiação.

Alguns postes elétricos de concreto foram arrancados de suas bases, e cerca de 840 mil casas estavam sem energia na região até a tarde desta segunda no horário local, informou o Ministério da Economia, Comércio e Indústria japonês. 

Painéis de uma usina solar flutuante a sudeste de Tóquio ficaram em chamas. Um porta-voz da Sony Corp., que monta consoles do PlayStation, informou que as operações em sua fábrica em Kisarazu foram suspensas devido a falta de energia, sem previsão para reabertura.

Duas fábricas da Nissan a oeste de Tóquio também suspenderam suas atividades em função de inundações, informou a NHK.

Considerado um dos tufões mais fortes que já atingiram a região, o Faxai registrou ventos recordes e chuvas fortes, danificando edifícios. Mais de 160 voos foram cancelados, e dezenas de linhas de trem foram bloqueadas por horas.

O tufão tocou o solo japonês na província de Chiba antes do amanhecer, trazendo ventos de até 207 km/h, velocidade nunca antes registrada na região, segundo a NHK.

Todos os anos, cerca de quatro a cinco tufões atingem o Japão, mas esse tem sido considerado incomum por ter passado tão próximo a Tóquio.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.