Incêndio florestal força milhares a deixarem suas casas em Los Angeles

Fogo se alastrou próximo a mansões; 3.300 residências estão sob ordem de esvaziamento

Los Angeles | Reuters

Milhares de moradores receberam ordem para deixar as suas casas em Los Angeles depois que um incêndio florestal atingiu a região do museu Getty Center, perto de algumas das casas mais caras da cidade.

Este é o mais novo desdobramento das queimadas que vêm afetando boa parte da Califórnia desde a semana passada. Até agora, não houve feridos na cidade.

Cerca de 3.300 casas estão na área de evacuação obrigatória, incluindo a do jogador de basquete LeBron James, estrela do Los Angeles Lakers. Ele disse que estava procurando abrigo com sua família depois de ser forçado a deixar sua residência.

O incêndio começou na madrugada desta segunda (28), e desde então cresceu e consumiu mais de 160 hectares nas colinas ao redor da rodovia interestadual 405.

Autoridades do Getty disseram que o fogo estava queimando a área ao norte do museu, que foi projetado com grossas paredes de pedra para impedir que incêndios danifiquem seu acervo. A coleção de cerca de 50 mil itens reúne obras de arte europeias da Idade Média até o início do século 20, e fotografias desde a concepção da técnica até os dias de hoje.

Os fortes ventos que vêm espalhando incêndios em outras partes do estado, incluindo uma grande queimada que consumiu partes da região vinícola ao norte de San Francisco, devem diminuir na tarde desta segunda-feira.

A previsão para os próximos dias, contudo, não é animadora: segundo os analistas do Serviço Nacional de Meteorologia, as ventanias retornarão no final da semana e podem ser as piores até agora na região sul do estado.

As rajadas de vento têm velocidade de 80 a 100 km/h.

A região vinícola do norte da Califórnia foi uma das mais afetadas: o fogo consumiu 218 quilômetros quadrados, e 190 mil pessoas receberam ordens para deixarem suas casas no incêndio que ficou conhecido como Kincade.

Mais de 1 milhão de residências e empresas estavam sem energia na segunda-feira de manhã. A maioria eram de interrupções planejadas: as previsões de ventos fortes levaram a concessionária de energia a desligar a força de 940 mil clientes em 43 municípios na noite de sábado (26) para diminuir os riscos de incêndios.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.