Netanyahu é retirado de evento após alerta de lançamento de mísseis

Premiê participava de comício no sul de Israel quando foi avisado de projétil vindo de Gaza

Jerusalém | AFP

O primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu foi retirado nesta quarta-feira (25) de um comício em Ashkelon, sul de Israel, após o anúncio de um lançamento de mísseis procedentes de Gaza.

Um vídeo divulgado pela emissora de televisão pública Kan 11 mostra um agente de segurança se aproximando de Netanyahu e avisando-o sobre um "alerta vermelho".

O premiê então sauda os militantes do Likud reunidos no ato —ele concorre nas primárias do partido— e, depois, é retirado do local com sua mulher, Sara.

O primeiro-ministro Binyamin Netanyahu no Muro das Lamentações, em Jerusalém
O primeiro-ministro Binyamin Netanyahu no Muro das Lamentações, em Jerusalém - Sebastian Scheiner - 22.dez.19/Pool via Reuters

"Um projétil foi lançado da faixa de Gaza para o território israelense e interceptado pelo sistema de defesa Cúpula de Ferro", indicou o Exército em comunicado, acrescentando que sirenes de alerta soaram em Ashkelon.

O líder do Likud já havia sido retirado, por motivo semelhante, de um comício no mesmo lugar em setembro, em meio à campanha das segundas eleições legislativas convocadas em 2019.

Na quinta (26), os militantes do Likud elegerão seu novo líder em primárias exigidas pelo principal rival interno de Netanyahu, Gideon Saar, que espera ocupar seu lugar à frente da sigla conservadora e nacionalista.

Israel terá, em 2 de março, suas terceiras eleições legislativas em menos de um ano. Espera-se, com isso, o fim da crise política deflagrada após nem Netanyahu nem seu adversário Benny Gantz conseguirem formar governo.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.