Príncipe Philip, 98, deixa hospital a tempo de passar o Natal com a família real

Marido da rainha Elizabeth 2ª estava internado desde sexta-feira

Londres | Reuters e AFP

O príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth 2ª, deixou o hospital nesta terça-feira (24), a tempo de participar das celebrações de Natal da família real britânica.

Philip, 98, que tem o título de duque de Edimburgo, estava internado desde sexta-feira (20). Ele foi levado de modo preventivo, para tratar uma condição preexistente, informou o Palácio de Buckingham, por nota, sem dar detalhes.

O príncipe Philip, ao deixar o hospital Rei Eduardo 7º, em Londres - Hannah McKay/Reuters

Ele deixou o hospital caminhando, vestido com um terno preto. Em seguida, entrou em um carro e, depois, pegou um helicóptero para Sandringham, no leste da Inglaterra, onde a família real tradicionalmente se reúne para o Natal.

"Sua alteza real gostaria de agradecer a todos que enviaram desejos de melhora", disse o palácio, em um comunicado. 

Philip se retirou da vida pública em agosto de 2017, mas eventualmente aparece em alguns eventos oficiais. Não se sabe se ele acompanhará a rainha em uma celebração de Natal na igreja, marcada para quarta (25).

Em janeiro deste ano, Philip bateu o carro que conduzia, mas não se feriu. Uma mulher a bordo do outro automóvel atingido quebrou o pulso. Desde então, ele deixou de dirigir. 

Discurso de Natal

Depois de um ano agitado, com os escândalos que marcam sua família e o brexit, a rainha Elizabeth 2ª, 93, pedirá aos britânicos, em seu tradicional discurso de Natal, que superarem as divisões.

Neste ano, seu filho Andrew se envolveu em um escândalo sexual e seu neto Harry tornou público seu estado de ânimo diante da pressão da mídia.

A rainha Elizabeth 2ª, em foto após gravar seu discurso anual de Natal, no castelo de Windsor - Steve Parsons/Reuters

"Pequenos passos dados na fé e na esperança podem superar as velhas diferenças e profundas divisões para trazer harmonia e compreensão", disse a rainha segundo os trechos de seu discurso revelados na véspera de seu pronunciamento, em 25 de dezembro. 

"É claro que a estrada nem sempre é fácil e, por vezes, este ano pareceu muito agitado, mas pequenos passos podem fazer uma grande diferença", acrescentou a rainha em uma passagem em que se refere à vida de Jesus Cristo.

A rainha pede a reconciliação em um momento em que o Reino Unido se prepara para para um marco histórico, com a saída da União Europeia, prevista para o dia 31 de janeiro, após três anos e meio de caos político, em meio ao qual a monarca manteve sua neutralidade.

No discurso, ela se refere às comemorações pelos 75 anos do desembarque da Normandia, quando "aqueles que foram inimigos se renderam para comemorar em ambos os lados do Canal da Mancha".

O primeiro-ministro Boris Johnson, com carta branca para implementar o brexit graças à sua vitória eleitoral de 12 de dezembro, é mais direto em sua mensagem natalina e pede aos britânicos que "não discutam muito" durante as festas de fim de ano.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.