Turistas se refugiam em praias para escapar de incêndios na Austrália

Cidades na região turística do sudeste do país têm estradas fechadas devido ao fogo

Andrew Beatty
Sydney | AFP

Milhares de pessoas foram forçadas nesta terça-feira (31) a procurar refúgio nas praias do sudeste da Austrália para escapar dos incêndios que assolam a região.

Incêndio na região da cidade de Nowra, na Austrália - Saeed Khan/AFP

Segundo as autoridades locais, outras duas pessoas morreram na madrugada desta terça (31), elevando para 11 o total de vítimas.   

Cerca de 4.000 turistas e moradores acabaram retidos nas praias da cidade de Mallacoota, cercadas por incêndios.

Em uma faixa costeira de cerca de 200 km, alguns fugiram para a costa a bordo de seus navios para tentar escapar de um dos piores dias de incêndio desde o início de setembro. 

Nas redes sociais, os habitantes de Mallacoota explicaram que vestiam coletes salva-vidas caso fossem obrigados a se refugiar na água para escapar do fogo. 

"Temos centenas, milhares de pessoas na costa, refugiando-se nas praias e em clubes de surfe", disse Shane Fitzsimmons, chefe do departamento de incêndios florestais da Nova Gales do Sul.

Fitzsimmons observou que as estradas a oeste, sul e norte estavam fechadas, mas que uma frente fria vinda da costa estava moderando a violência de muitos incêndios. 

Em algumas regiões, os incêndios são tão intensos, a fumaça tão densa e o fogo causado por raios tão violento que o reconhecimento aéreo e a intervenção de bombeiros tiveram que ser interrompidos, informaram os agentes encarregados das áreas rurais de Nova Gales do Sul. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.