Secretário de Estado dos EUA acusa repórter de violar regras do jornalismo

Pompeo disse que jornalista da NPR teria mentido sobre temas de entrevista; ela nega

Washington | Reuters

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, acusou neste sábado (25) uma repórter da rádio pública NPR de mentir para ele e de violar "as regras básicas do jornalismo e da decência". 

A jornalista Mary Louise Kelly disse na sexta (24) que foi xingada por Pompeo e que ele usou diversas vezes a "palavra que começa com f" durante uma tensa entrevista de nove minutos para o programa "All Things Considered".

Em comunicado, Pompeo afirmou que Kelly mentiu para ele duas vezes: uma quando marcaram a conversa e outra quando os dois concordaram em fazer uma pós-entrevista off-the-record (quando a fonte de uma informação é mantida no anonimato).

"É vergonhoso que a repórter tenha optado por violar as regras básicas do jornalismo e da decência. Esse é mais um exemplo do quão desequilibrada a mídia se tornou em sua campanha para agredir o presidente e este governo", disse.

"Não é surpresa que o povo americano desconfie da mídia, quando ela consistentemente mostra seus objetivos e sua falta de integridade", acrescentou o secretário. 

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, em evento na Jamaica, em janeiro
O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, em evento na Jamaica, em janeiro - Gilbert Bellamy/Reuters

Durante a entrevista, Kelly fez perguntas sobre a Ucrânia, envolvida em uma campanha para investigar o pré-candidato democrata Joe Biden, sobre a demissão da então embaixadora dos EUA no país, Marie Yovanovitch, e sobre o Irã.

Segundo a própria repórter, ela havia informado a assessores do secretário que o questionaria sobre os dois países. Na conversa, ele disse que havia concordado em falar apenas sobre o Irã.

Ainda de acordo com Kelly, a equipe de Pompeo não havia estipulado que a pós-entrevista seria em off. 

Questionada sobre as acusações do aliado de Trump contra a repórter, Nancy Barnes, vice-presidente sênior da NPR, disse, em comunicado, que "Mary Louise Kelly sempre se portou com integridade e que nós apoiamos suas informações".

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.