Descrição de chapéu Eleições EUA 2020

Pete Buttigieg desiste da corrida pela candidatura democrata à Presidência dos EUA

Ex-prefeito de South Bend, ele foi primeiro pré-candidato abertamente gay no país

Detroit | Reuters

Pete Buttigieg, 38, desistiu de disputar a candidatura democrata à Presidência dos EUA na noite deste domingo (1º). 

"Devemos reconhecer que neste ponto da corrida, o melhor caminho para manter a fé em nossas metas e ideais é unir nosso partido e nosso país. Assim, esta noite, eu tomo a difícil decisão de suspender minha campanha", anunciou Buttigieg, em um comício para apoiadores em South Bend, Indiana, cidade da qual foi prefeito. 

Buttigieg foi o primeiro candidato abertamente gay a disputar primárias presidenciais nos EUA e a vencer uma dessas votações, em Iowa. Em seguida, ele ficou em segundo lugar em New Hampshire, mas não conquistou nenhum delegado nas duas rodadas seguintes. 

Pete Buttigieg durante comício em Columbia, Carolina do Sul - Jim Watson/AFP

Sua saída foi motivada após o desempenho ruim nas primárias da Carolina do Sul, no sábado (29), e pela dificuldade em atrair eleitores negros e latinos, segundo o jornal The New York Times.

Com a desistência, restam seis nomes na disputa democrata: Bernie Sanders, Joe Biden, Elizabeth Warren, Tulsi Gabbard, Amy Klobuchar e Michael Bloomberg. 

A retirada de Buttigieg deve beneficiar Biden e Bloomberg, que disputam a posição de representante do campo moderado dentro da corrida democrata.

Biden, que enfrentou maus resultados nas últimas semanas, vive um bom momento após a vitória esmagadora na Carolina do Sul. A votação ali mostrou que o ex-vice-presidente tem boa recepção entre negros e latinos, eleitorado considerado essencial pelos democratas para vencer Donald Trump. 

A desistência ocorre a dois dias da Super Terça, quando 14 estados realizarão votações das primárias ao mesmo tempo. A baixa arrecadação de campanha deixou Buttigieg com poucos recursos para fazer eventos em vários estados em poucos dias, algo importante nesta etapa.

O ex-prefeito havia conquistado 23 delegados somando as prévias em Iowa e New Hampshire, de um total de 3.979 que votarão na convenção democrata que escolherá o candidato à presidente.

Com sua desistência, esses delegados ficam livres para votar em outro nome. Pode haver, no entanto, uma tendência deles a votar em quem Buttigieg apoiar a partir de agora. 

 

Apelidado de "Prefeito Pete", ele governou South Bend, cidade de 100 mil habitantes no estado de Indiana, de 2012 a 2020. Antes, formou-se em história e literatura em Harvard e fez mestrado em economia, ciência política e filosofia em Oxford.

Em 2009, tornou-se oficial de inteligência naval da Marinha e foi enviado durante sete meses ao Afeganistão, em 2014. ​

Pouco conhecido no cenário nacional até então, Buttigieg apostou na imagem de outsider ao entrar na disputa. Sua campanha investiu de forma pesada em áreas rurais pró-Trump em Iowa, na esperança de que vencer a primeira etapa democrata o daria força para os estados seguintes.

Assim, ele conseguiu uma vitória apertada (14 delegados a 12) contra Bernie Sanders em Iowa e surpreendeu ao obter um segundo lugar em New Hampshire. 

No entanto, seu mandato como prefeito, que terminou em 1º de janeiro de 2020, foi alvo de críticas pela falta de diversidade na polícia e pela morte de um morador negro, baleado por um guarda.

Buttigieg teve dificuldade para se manter em alta em estados com perfis demográficos mais variados, como Nevada e Carolina do Sul. Pesaram ali sua falta de visibilidade nacional e de laços com a comunidade negra, algo que ajudou Biden a vencer ali. 

Seu marido, Chasten, participou de eventos de campanha, o que gerou críticas de apoiadores de Donald Trump

"Eles estão sentados lá e estão vendo o prefeito Pete –um sujeito gay (...) que gosta de beijar seu marido sobre o palco em debates. E estão dizendo ‘OK, como é que isso será visto, um homem gay beijando seu marido sobre o palco ao lado de Donald Trump, o Homem com H maiúsculo? Como é que vai ficar?’”, disse o radialista Rush Limbaugh. 

“Sou casado, numa relação de fidelidade, amor e compromisso. Tenho orgulho do meu casamento. E tenho orgulho do meu marido”, reagiu Buttigieg, em fevereiro. “Não vou ouvir sermões sobre valores familiares de qualquer pessoa que apoie Donald Trump como líder moral e político dos Estados Unidos."

Esta foi a segunda desistência do fim de semana. No sábado, após a divulgação dos resultados na Carolina do Sul, o ambientalista bilionário Tom Steyer anunciou a saída da disputa

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.