Descrição de chapéu Diário de Confinamento

Diário de confinamento: 'Começa o desconfinamento'

...e parte dos cidadãos parece não entender ou não se importar com as regras

Susana Bragatto
Barcelona

Dia #52 – Segunda, 4 de maio. Cena: ...

Pouco a pouco, a cidade vai voltando à vida. Mais do que ver, eu ouço.

É o tráfego, e as vozes indistintas (antes, quando alguém falava na rua, dava até pra discernir o diálogo de longe, pontuado por cantos de passarinhos).

Ah, é: o canto dos passarinhos também já foi engolido pelo marulho do ruído, incluindo uma obra MUITO CHATA aqui perto de casa. Estar confinada com uma motosserra na sua orelha o dia inteiro é para os budas com tinnitus.

Jovem faz manobra com bicicleta em Barcelona, em meio à pandemia de coronavírus
Jovem faz manobra com bicicleta em Barcelona, em meio à pandemia de coronavírus - Pau Barrena- 2.mai.20/AFP

Os metrôs estão algo mais cheios de usuários, todos com máscaras. Depois de muito sim-não-talvez-sei-lá, o governo finalmente decidiu que o acessório passa a ser obrigatório no transporte público em todo o país.

E, no ônibus/metrô/trem, #comofassz na prática pra manter a distância social, esse grande desafio da desescalada?

A lotação máxima permitida em cada recinto ambulante é de 50% —cadeira sim, cadeira não, podemos imaginar. E podem coexistir até duas pessoas por metro quadrado.

Dios, me dei conta de que sempre soube e nunca soube quanto é um metro quadrado de verdade.

Acho que vou pedir emprestado o laser de medir distâncias do meu namorado (um de seus apetrechos de arquiteto).

Já tô vendo: depois do papel higiênico, do oxímetro, das máscaras, das luvas de látex e do álcool em gel, todo mundo comprando sua própria trena a laser (acabo de descobrir o nome próprio) pela Amazon.

Os comércios de até 400 m² reabrem as portas nesta segunda-feira, com algumas regrinhas amigas. Só se pode atender com hora marcada, sendo que se deve reservar um horário especial aos maiores de 65 anos.

Este coincidirá com as três horas diárias em que se permite aos idosos passear —das 10h às 12h e das 19h às 20h.

Tudo deve ser esterilizado exaustivamente —segundo o caso, após o uso, ou ao abrir e fechar o estabelecimento.

No caso de lojas de roupas, os provadores devem ser desinfectados após cada cliente, e as roupas provadas e não compradas em teoria devem passar por uma quarentena.

Fico curiosa pra saber como vai ser em breve nossa experiência nacional de provar roupinha em lojas gigantes tipo Zara e Mango, duas das marcas mais famosas de fast fashion made-in-España.

Os restaurantes também voltam a abrir nesta semana, mas só pra oferecer serviço em domicílio. O cliente inclusive pode ir buscar —de preferência, com hora marcada. Um-a-um.

Em qualquer contexto, valem as normas de distanciamento social de dois metros, e os estabelecimentos devem disponibilizar álcool em gel na entrada pra todos os clientes.

Na eventualidade de que não seja possível manter a distância mínima, máscaras serão obrigatórias.

No domingo (3), fazendo meu passeio número #2 pós-super-quarentena, sorvia assaz alegre a brisa primaveril da noite barcelonesa.

Ao mesmo tempo, meu sanguezinho crítico ferveu um pouco à medida que minha bike avançava entre a multidão da “rambla” (passeio de pedestres) perto de casa.

Quanto mais perto da praia, avistava mais e mais grupos, grupelhos, grupaços de gente (nota: o máximo permitido pelas novas regras são passeios de até duas pessoas conviventes, isto é, sem encontros extradomésticos).

Sem máscaras, sem distanciamento. A maioria, jovens, com seus skates, namorados/as, seus cigarrinhos maloquêros, sua atitude de tô-nem-aí-sou-f###-o-mundo-é-meu.

Vontade de chutar uns traseiros eu não posso negar que tive. Vi zero policiais em um trajeto de mais de 4 quilômetros.

Até que ponto o governo poderá confiar na corresponsabilidade social da desescalada para evitar novos surtos de contágios? A autovigilância cidadã é tão frágil a ponto de poder se desintegrar com um simples "vamo dar um rolê aí, amiguis, que se f### o tal vírus"?

Saberemos nesta próxima quinzena, período projetado para duração máxima dessa primeira fase zero de desconfinamento.

Tive vontade de ligar pra uma grande amiga que vive no caminho pra praia, pra gente se encontrar, nem que fosse a distância. Desisti.

Depois de não vê-la por quase dois meses, a gente ia trocar dez minutos de ideia a dois metros de distância e sem abraço? Xxxquisito paca.

E eu, eu sou careta, minha gente. Ao contrário do "chico" malote que eu vejo caminhar na minha direção, acafofado com seu grupo de amigos adolescentes como se o mundo fosse um show de róqui.

Eu sou a favor das regras, de ser precavida, de ter solidariedade, de take it easy, my broder Xárli, pois a rosa é uma flor, e também a vida....

“Músicas para Quarentenas” podem ser escutadas aqui: https://soundcloud.com/kinglolaofficial

DIÁRIO DE CONFINAMENTO

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.