Descrição de chapéu Coronavírus

Singapura usa cão-robô a la 'Black Mirror' para alertar sobre distanciamento social

Máquina de quatro patas pede educadamente a corredores e ciclistas que fiquem longe uns dos outros

Singapura | Reuters

Sem precisar latir suas ordens, um cão-robô recrutado pelas autoridades de Singapura pede educadamente a corredores e ciclistas que mantenham o distanciamento físico nos parques da cidade-estado para ajudar a conter as infecções por coronavírus.

A máquina de quatro patas, construída pela empresa americana Boston Dynamics e guiada por controle remoto, é utilizada desde esta sexta-feira (8) como parte de um teste de duas semanas para policiar os espaços verdes de Singapura. No futuro, o equipamento pode se juntar a outros robôs.

"Vamos manter Singapura saudável", diz, em inglês, o robô amarelo e preto batizado Spot. "Para sua própria segurança e para os que estão ao seu redor, afaste-se pelo menos um metro, por favor. Obrigado", acrescenta, com uma suave voz feminina.

Spot, o cão-robô desenvolvido por uma empresa de engenharia robótica americana, em parque de Singapura
Spot, o cão-robô desenvolvido por uma empresa de engenharia robótica americana, em parque de Singapura - Roslan Rahman - 8.mai.20/AFP

Apesar das semelhanças com o robô assassino do quinto episódio da quarta temporada de "Black Mirror", série que ficou famosa por criar cenários distópicos em que a tecnologia é, em parte, responsável pela decadência das sociedades, o cão-robô de Singapura tem fins pacíficos.

Equipado com câmeras e ferramentas de análise para estimar o número de pessoas no parque, Spot transmite mensagens que lembram aos visitantes as medidas de distanciamento social.

Autoridades da cidade-estado disseram que as câmeras não são capazes de rastrear indivíduos ou gravar dados pessoais. O cão-robô também foi testado recentemente em um hospital para fornecer medicamentos a pacientes isolados.

Em Singapura, outro robô em formato de um pequeno carro também foi usado para dar lembretes aos frequentadores de parques públicos sobre o distanciamento social.

Robô assassino inspirado em criação da Boston Dynamics em cena de 'Metalhead', episódio de 'Black Mirror'
Robô assassino inspirado em criação da Boston Dynamics em cena de 'Metalhead', episódio de 'Black Mirror' - Reprodução/Netflix

Apesar das gentilezas de Spot, violações às rígidas regras de bloqueio de Singapura podem resultar em multas pesadas e até prisão.

A cidade-estado, com 5,7 milhões de habitantes, registrou mais de 21 mil casos, um dos índices de contaminação mais altos da Ásia, devido principalmente a infecções em massa entre trabalhadores migrantes que vivem em dormitórios apertados em áreas pouco visitadas por turistas.

De acordo com as regras do confinamento decretado até 1º de junho, a população de Singapura só pode deixar suas casas para atividades essenciais, como compras em supermercados, e deve usar máscaras o tempo todo em lugares públicos. Exercícios ao ar livre são permitidos, mas nunca em grupos.

Nesta sexta-feira (8), o ministro da Saúde de Singapura, Gan Kim Yong, anunciou que a cidade-estado planeja fazer testes em 16 mil idosos que moram em casas de repouso até o começo de junho.

Quatro das 20 pessoas que morreram em decorrência da Covid-19 em Singapura eram moradores desses lares de idosos.

A baixa letalidade na cidade-estado é, em grande parte, atribuída à imensa capacidade de testagem de Singapura —2.500 testes a cada 100 mil pessoas—, e ao rígido controle imposto pelo governo sobre a população.

No início da semana, autoridades de Singapura disseram que planejam um aumento de 500% em sua capacidade de teste da Covid-19.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.