Ativistas e prefeito de Nova York pintam slogan 'Black Lives Matter' em frente à Trump Tower

Prédio na Quinta Avenida é sede de empresas de Trump e sua ex-residência

Nova York | AFP

O slogan "Black Lives Matter" (vidas negras importam) foi pintado em letras gigantes nesta quinta-feira (9) em frente à Trump Tower, em Nova York, replicando grafites feitos em outras cidades americanas, incluindo a capital, Washington.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não comentou o enorme letreiro amarelo em frente à sede do seu grupo imobiliário e sua ex-residência pessoal.

Slogan "Black Lives Matter" (vidas negras importam) Recém-pintado em frente à Trump Tower, em Nova York
Slogan "Black Lives Matter" (vidas negras importam) recém-pintado em frente à Trump Tower, em Nova York - Angela Weiss/AFP

No mês passado, quando o plano do prefeito Bill de Blasio foi divulgado, Trump acusou os democratas de macular a luxuosa Quinta Avenida "com um símbolo de ódio". O prefeito respondeu que queria que o presidente visse "três palavras pelas quais ele não tem respeito".

Voluntários de diferentes organizações pintaram o slogan sob o olhar atento de alguns policiais e muitos jornalistas e, no final, o prefeito e o reverendo Al Sharpton, ativista pelos direitos civis, se uniram e fizeram algumas pinceladas.

"Uma pintura é um símbolo lindo, mas não enfrenta o racismo sistêmico de maneira nenhuma. Por mais legal que seja, é importante se lembrar disso", disse Francie Brewster, 17, que participou dos recentes protestos contra o racismo e assistiu à pintura.

O reverendo Al Sharpton (esq.), o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, e sua esposa, Chirlane Irene McCray, pintam o slogan "Black Lives Matter" em frente à Trump Tower
O reverendo Al Sharpton (esq.), o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, e sua esposa, Chirlane Irene McCray, pintam o slogan "Black Lives Matter" em frente à Trump Tower - Shannon Stapleton/Reuters

Murais semelhantes em apoio ao movimento Black Lives Matter, que lidera a luta contra o racismo e a brutalidade policial contra cidadãos negros, surgiram em várias cidades após semanas de protestos massivos. É o caso de Oakland (Califórnia), Charlotte (Carolina do Norte), Albany (Nova York) e Dallas (Texas), entre outras.

No início de junho, a prefeita de Washington, Muriel Boswer, nomeou um trecho da 16th Street que fica a um quarteirão da Casa Branca de Praça Black Lives Matter e inaugurou um grande mural amarelo pintado na rua. O local foi o centro das manifestações antirracistas na capital federal.

Pintura com a frase Black Lives Matter (vidas negras importam) em rua perto da Casa Branca durante protesto contra a morte de George Floyd em Washington nesta sexta (5)
Pintura com a frase "Black Lives Matter" perto da Casa Branca durante protesto contra a morte de George Floyd - Joshua Roberts - 5.jul.20/Reuters

Os protestos foram desencadeados pela morte de um homem negro, George Floyd, nas mãos de um policial branco em Minneapolis em 25 de maio.

Trump viveu em um tríplex da Trump Tower, um arranha-céu de luxo na Quinta Avenida e na 57th Street, até se mudar para a Casa Branca em janeiro de 2017.

É onde fica nas raras vezes que visita Nova York, um reduto democrata.

Trump frequentemente confronta o prefeito De Blasio, assim como o governador de Nova York, Andrew Cuomo, ambos democratas.

No ano passado, o presidente republicano mudou sua residência oficial para seu complexo hoteleiro Mar-a-Lago, na Flórida.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.