Descrição de chapéu
Murat Yavuz Ates

Há quatro anos o povo turco se opôs a uma tentativa de golpe, e a democracia venceu

Governo da Turquia continua a alertar países amigos contra estrutura de Fethullah Gülen

Murat Yavuz Ateş

Embaixador da Turquia no Brasil

No dia 15 de julho comemoramos o Dia da Democracia e da Unidade Nacional na Turquia. Quinze de julho de 2016 foi o dia em que o povo turco se opôs a uma tentativa de golpe da organização terrorista Fethullah Gülen (FETÖ) e o dia em que a democracia venceu.

Quatro anos importantes se passaram desde a tentativa de golpe de 15 de julho de 2016. Nesses últimos quatro anos, a luta contra a FETÖ, dentro e fora da Turquia, constituiu uma das principais prioridades do país.

Como resultado dessa luta, a FETÖ passou por uma transformação significativa. A organização perdeu a espinha dorsal na Turquia e agora tenta sobreviver fazendo uso de suas estruturas no exterior. Assim, a cooperação internacional na luta contra as estruturas da FETÖ no exterior ganhou importância.

Bandeira da Turquia com o palácio Beylerbeyi, antiga residência dos sultões, ao fundo, em Istambul - Murad Sezer - 9.jul.20/Reuters

Para entender melhor as ameaças colocadas por esta organização, devemos examinar mais detalhadamente essa organização terrorista.

A FETÖ é uma organização ilegal que se disfarçou de movimento educacional e, gradualmente, transformou-se em uma estrutura operacional secreta.

Fethullah Gülen e seus seguidores, fingindo ser um movimento educacional, iniciaram a campanha de estabelecimento de escolas na Turquia e, posteriormente, em todo o mundo.

Agora entendemos que esse foi o primeiro passo de uma campanha de infiltração para subverter as fundações democráticas do Estado turco e de outros países e estabelecer um novo regime antidemocrático por meio de métodos ilegais e, eventualmente, da violência.

Os membros da FETÖ que se infiltraram em cargos estatais cruciais abusaram de seu poder ao eliminar aqueles que se opunham à organização, utilizando escutas telefônicas ilegais, fabricando evidências e fazendo prisões ilegais e, assim, intimidando e chantageando um grande segmento da sociedade.

A tentativa de golpe armado de 15 de julho de 2016 demonstrou a determinação inabalável da FETÖ em utilizar o terror e outros crimes como um meio para alcançar seu objetivo final.

Naquele dia, seus discípulos nas Forças Armadas não hesitaram em usar a força militar letal contra civis inocentes, matando 251 pessoas e ferindo milhares.

Eles tentaram assassinar o presidente da República da Turquia, atacaram o veículo do primeiro-ministro e bombardearam o prédio do Parlamento.

Com este ato, a FETÖ mostrou-se ao mundo como um dos grupos terroristas mais perigosos.

Infelizmente, a FETÖ está presente em vários países com organizações de fachada, disfarçadas de escolas, conselhos empresariais e ONGs. Seu modus operandi é o mesmo em todo o mundo.

Como eles pretendem se infiltrar e ampliar sua influência econômica e política, constituem uma ameaça direta à segurança de qualquer país em que operem.

É de extrema importância perceber que a FETÖ representa uma ameaça não apenas à Turquia, mas à segurança de outros países onde permanece ativa.

A Turquia continua a alertar países amigos contra essa estrutura.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.