Papa Francisco se diz aflito com conversão de Hagia Sophia em mesquita

Decisão, tomada por líder turco na última sexta (10), irritou cristãos e seculares

Vaticano | AFP

O papa Francisco se pronunciou neste domingo (12) sobre a conversão do museu da catedral de Hagia Sophia em uma mesquita, anunciada há dois dias.

"Meu pensamento vai a Istambul. Penso em Hagia Sophia. Estou muito aflito", declarou o pontífice após celebrar o Angelus, a tradicional oração aos domingos.

O Osservatore Romano, jornal do Vaticano, havia informado na edição de sábado (11) a decisão turca, citando a repercussão internacional, mas sem fazer comentários.

Papa Francisco celebra a oração do Angelus na Praça São Pedro, no Vaticano
Papa Francisco celebra a oração do Angelus na Praça São Pedro, no Vaticano - Vincenzo Pinto - 12.jul.20/AFP

A Hagia Sophia, catedral bizantina localizada no coração de Istambul, na Turquia, é centro do cristianismo ortodoxo e patrimônio mundial da humanidade da Unesco.

Ao longo de sua história, foi brevemente católica, por quase 500 anos uma mesquita, mas desde 1935 funcionava como um museu simbolizando a secularização da Turquia.

Entretanto, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, transformou na última sexta-feira (10) o templo novamente em uma mesquita.

Após fazer o anúncio da decisão pelo Twitter, Erdogan pronunciou-se na TV. Disse que exerceu um "direito soberano" e que todas as pessoas, de todas as nacionalidades e religiões, poderão seguir visitando a agora mesquita. A primeira cerimônia religiosa será no próximo dia 24.

Vários países, sobretudo Rússia e Grécia, que acompanham de perto a administração do patrimônio bizantino, criticaram a transformação da antiga basílica em local de culto muçulmano.​

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.