Tóquio anuncia programa de testes em bairros boêmios após alta de casos de Covid-19

Capital japonesa registrou recorde de infecções diárias nesta sexta, com 243 contaminações confirmadas

Kaori Kaneko
Tóquio | Reuters

Após um crescimento do número de casos de coronavírus, o governo japonês anunciou que fará um programa de testes em bairros boêmios de Tóquio, onde a alta de infecções foi detectada.

Sem oferecer detalhes, o ministro da Economia do Japão, Yasutoshi Nishimura, que comanda a resposta à pandemia no país, disse a jornalistas que o governo realizará exames estrategicamente nos distritos conhecidos pela vida noturna, como parte de um programa “agressivo” contra a Covid-19.

Nishimura disse que boates precisarão oferecer espaços com boa ventilação aos clientes e que funcionários dos estabelecimentos deverão evitar falar alto.

Foto tirada à noite mostra homem em frente a um porta com letreiros coloridos, com escritos em japonês
Homem passa em frente a um cabaré no distrito de Kabukicho, em Tóquio, antes das restrições contra a Covid-19 - Behrouz Mehri - 7.abr.20 / AFP

A disseminação do coronavírus na capital japonesa tem aumentado desde que o governo suspendeu o estado de emergência no país, há cerca de um mês. Nesta sexta-feira (10), Tóquio registrou um recorde de novos casos diários, com 243 infecções.

Grande parte desses casos está concentrada nos distritos de entretenimento noturno da cidade.

No distrito de Kabukicho, por exemplo, pessoas têm se aglomerado para observar dançarinos e dançarinas dos clubes de cabaré.

Também tem sido volumosa a quantidade de pessoas em cafés noturnos no bairro de Akihabara, onde mulheres se vestem como serviçais para entreter seus clientes.

"As infecções estão saindo dos bairros boêmios, e é importante tomar medidas firmes por lá", disse Nishimura. "Precisamos garantir que eles sigam rigidamente as diretrizes."

A prefeita de Tóquio, Yuriko Koike, disse a repórteres que vai intensificar os esforços para educar os trabalhadores de clubes e cabarés.

Isso inclui, segundo a prefeitura, a publicação no site oficial da cidade de um vídeo em que um médico explica para um dançarino quais sintomas pessoas jovens podem esperar ao contrair o novo coronavírus.

Desde o início da pandemia, o Japão teve cerca de 20 mil casos de Covid-19 e 980 mortes em decorrência da doença.

O professor da Universidade de Hokkaido Hiroshi Nishiura, membro da equipe de resposta ao coronavírus do governo, disse que o Japão está em um momento de virada na pandemia e que a situação pode se tornar insustentável se nenhuma medida for tomada.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.