Descrição de chapéu Eleições EUA 2020

Votos por correio de eleitores negros na Carolina do Norte são mais rejeitados que os de brancos

Dados do estado mostram disparidade nas cédulas de votação antecipada

Belo Horizonte

Votos de eleitores negros enviados pelos correios na Carolina do Norte estão sendo rejeitados quatro vezes mais do que aqueles de eleitores brancos. Os dados foram compilados pelo site FiveThirtyEight.

O índice de rejeição de votos postais de eleitores negros é de 4,7%, considerando as cédulas processadas até esta quinta-feira (17). O mesmo indicador, no caso dos eleitores brancos, é de 1,1%.

Voluntários processam votos recebidos pelo correio em Charlotte, na Carolina do Norte
Voluntários processam votos recebidos pelo correio em Charlotte, na Carolina do Norte - Logan Cyrus - 4.set.20/AFP

O dado torna-se especialmente relevante considerando que uma quantidade maior de americanos deve optar por essa forma de votação neste ano, dado o risco de infecção pela Covid-19 e o crescente número de casos detectados no país. Só na Carolina do Norte, 837.685 dos 7,1 milhões de eleitores do estado solicitaram cédulas até agora, segundo o conselho eleitoral estadual.

Nos Estados Unidos, o voto é facultativo e, na grande maioria dos estados, é possível votar de forma antecipada, antes da data das eleições.

Segundo o site, a razão mais frequente para a rejeição dessas cédulas é a falta de dados ou erros na seção destinada às informações da testemunha –a legislação da Carolina do Norte exige que o eleitor indique uma pessoa que tenha testemunhado o preenchimento da cédula.

Embora a lei estadual permita que o eleitor seja notificado do problema e possa corrigir e reenviar a cédula postal, a Carolina do Norte é apenas 1 dos 19 estados americanos que concedem essa prerrogativa, segundo o FiveThirtyEight. Os EUA, ao todo, são formados por 50 estados.

Um estudo de dois pesquisadores da Universidade da Flórida publicado pela União Americana de Liberdades Civis mostrou que a disparidade entre o índice de rejeição de votos postais de negros e brancos não é exclusividade da Carolina do Norte —o problema também ocorreu na Flórida e na Geórgia nas eleições de meio mandato de 2018.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.