Taxar bilionários, como o 'oráculo de Nebraska', vira tema de campanha

Quarta pessoa mais rica do mundo, Warren Buffett diz pagar menos imposto que secretária

São Paulo

Cinquenta dias antes da eleição americana, a Folha começou a publicar a série de reportagens “50 estados, 50 problemas”, que se debruça sobre questões estruturais dos EUA e presentes na campanha eleitoral que decidirá se Donald Trump continua na Casa Branca ou se entrega a Presidência a Joe Biden.

Até 3 de novembro, dia da votação, os 50 estados do país serão o ponto de partida para analisar com que problemas o próximo —ou o mesmo— líder americano terá de lidar.

*

Quarta pessoa mais rica do mundo, Warren Buffett não mora em Nova York, Los Angeles, Londres ou Paris. O bilionário nasceu em Omaha, em Nebraska, há 90 anos e lá ainda mora, em uma casa no bairro de Dundee que ele comprou em 1958.

Sua empresa, a Berkshire Hathaway, também fica na maior cidade do estado, bem no meio dos EUA continentais. A companhia do "oráculo de Omaha" é dona da seguradora Geico e sócia dos brasileiros Jorge Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Telles, da 3G, na gigante de alimentos Kraft Heinz.

Do alto de seus US$ 80 bilhões (R$ 448 bilhões), Buffett é o raro bilionário que gostaria de pagar mais impostos. Já disse algumas vezes que paga percentualmente menos impostos que sua secretária, o que se explica em parte pelo fato de que ganhos de capital são taxados com alíquota menor do que salários.

Para corrigir a distorção, defende que os ultrarricos —o 1%— sejam alvo de um imposto especial.

Warren Buffett, presidente da Berkshire Hathaway, ao chegar a encontro de acionistas da empresa em Omaha, no Nebraska
Warren Buffett, presidente da Berkshire Hathaway, ao chegar a encontro de acionistas da empresa em Omaha, em Nebraska - Johannes Eisele - 4.mai.19/AFP

A discussão sobre os impostos de bilionários, que de tempos em tempos aflora nos EUA, voltou com força na campanha de Bernie Sanders, que disputou com Joe Biden a candidatura democrata à Presidência.

O senador, tido como de extrema esquerda no espectro político americano, defende um imposto com alíquota que começa em 1% sobre os bens do 0,1% dos mais ricos, o que abarca aqueles que têm mais de US$ 32 milhões (R$ 179 milhões) em ativos.

Os argumentos de Sanders ressoam em parte da população do país. Antes da pandemia, ainda que o desemprego estivesse baixo e a renda crescendo modestamente, os ganhos entre os 5% mais ricos eram maiores que entre as famílias de classe média e baixa. E a riqueza das famílias, que mede os ativos líquidos (bens como casas e investimentos menos dívidas), está estagnada há décadas.

Críticos desse tipo de imposto sobre os superrricos afirmam acreditar que ele pode fazer com que bilionários deixem de investir nos EUA, levando dinheiro para outros países com alíquotas mais baixas.

De volta ao Senado, Sanders propôs em agosto um imposto extraordinário de 60% sobre o que afirma serem US$ 731 bilhões (R$ 4,1 trilhões) acumulados por 467 bilionários durante a pandemia; os valores arrecadados seriam usados para pagar as contas médicas de americanos que tiveram Covid.

O candidato democrata Biden também fez da taxação uma promessa de campanha, com um plano que elevaria os impostos pagos por americanos que ganham mais de US$ 400 mil (R$ 2,2 milhões) por ano, com impacto maior no 1% mais rico.

Já Trump, que cortou impostos em 2017 em uma reforma tributária que beneficiou grandes empresas, promete cortar novamente taxas em um segundo mandato, sem dar detalhes.

Defensores de um Estado menor, os republicanos no geral votam por reduzir impostos com o argumento de que isso estimula a economia e cria empregos. Enquanto isso, em Omaha, já que não pode pagar mais impostos, Buffett doa seus bilhões: já se foram US$ 41 bilhões (R$ 230 bilhões) deles, até agora.

50 ESTADOS, 50 PROBLEMAS

  1. Minnesota

    Morte de George Floyd em Minnesota escancarou outra vez racismo sistêmico americano

  2. Texas

    Divisa do Texas se tornou ícone da cruzada de Trump contra imigrantes

  3. Indiana

    Rusga com China põe estados rurais como Indiana na linha de tiro da guerra comercial

  4. Missouri

    Caso no Missouri ajudou a pavimentar decisão da Suprema Corte que protege comunidade LGBT

  5. Califórnia

    Califórnia, de moradores de rua e aluguéis caríssimos, espelha problema da habitação nos EUA

  6. Idaho

    Superlotação em prisões de Idaho expõe encarceramento em massa nos EUA

  7. Arizona

    Arizona põe à prova discurso de Trump de destruição dos subúrbios americanos

  8. Colorado

    Legalização federal é pedra no sapato de empresários da maconha no Colorado

  9. Arkansas

    Solidamente republicana, Arkansas facilita venda de armas

  10. Alasca

    Chance de explorar petróleo em reserva ambiental no Alasca opõe modelos de desenvolvimento

  11. Nova York

    Nova York procura saída para déficit bilionário agravado pela pandemia de coronavírus

  12. Flórida

    Flórida se tornou laboratório da postura errática de Trump diante da pandemia

  13. Carolina do Sul

    Briga na Carolina do Sul por estátua de Pantera Negra evidencia onda contra símbolos confederados

  14. Nevada

    Com dados alarmantes, Nevada retrata epidemia da violência doméstica nos EUA

  15. Alabama

    No top 5 de tiroteios em escolas, Alabama alimenta estatística que assombra EUA

  16. Dakota do Norte

    Na Dakota do Norte, indígenas enfrentam pobreza e oleoduto apoiado por Trump

  17. Maryland

    Disputa entre público e privado em Maryland é retrato da educação nos EUA

  18. Havaí

    Relação conturbada dos EUA com Coreia do Norte espalha medo no Havaí

  19. Wisconsin

    Sombra da judicialização paira sobre disputas acirradas em estados como Wisconsin

  20. Virgínia

    Passeata na Virgínia em 2017 deu visibilidade para extremistas da alt-right

  21. Kansas

    Kansas quer levar supressão do voto, trincheira dos direitos civis nos EUA, à Suprema Corte

  22. Carolina do Norte

    Com programa inovador, Carolina do Norte enfrenta problema crônico de acesso à saúde

  23. Oklahoma

    Biden visa aumento salarial a professores e mira demanda de grevistas em Oklahoma

  24. Wyoming

    Wyoming espelha diferenças salariais entre homens e mulheres nos EUA

  25. Iowa

    Confusão nas prévias em Iowa reaviva discussões sobre reforma no sistema eleitoral

  26. Nova Jersey

    Governador de Nova Jersey vive rebote de fake news que tomaram EUA desde 2016

  27. Louisiana

    Louisiana espelha tentativas de estados conservadores de cercear o aborto

  28. Ohio

    Às voltas agora com fentanil, Ohio vê nova alta de mortes por opioides

  29. Delaware

    Berço político de Biden, Delaware é paraíso da evasão de impostos nos EUA

  30. New Hampshire

    New Hampshire vira palco de disputa entre religiosos e defensores do Estado laico

  31. Nebraska

    Taxar bilionários, como o 'oráculo de Nebraska', vira tema de campanha

  32. Utah

    Com 1 caso de fraude em voto por correio desde 2013, Utah derruba tese de Trump

  33. Rhode Island

    Vírus leva desemprego a montanha-russa, e estados como Rhode Island pagam a conta

  34. Massachusetts

    Sonho de universidade de ponta em Massachusetts vira pesadelo de dívida estudantil

  35. Maine

    Baixo índice de crimes violentos deixa Maine fora do radar do discurso de 'lei e ordem'

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.