Descrição de chapéu Governo Biden

Biden escolhe latino para ser novo secretário de Saúde dos EUA

Escolha de Xavier Becerra, atual procurador-geral da Califórnia, para o cargo foi surpresa

São Paulo

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, escolheu Xavier Becerra, um ex-deputado democrata e atual procurador-geral da Califórnia, para ser o secretário de Saúde e Serviços Humanos de seu governo.

A decisão foi divulgada pelo jornal The New York Times neste domingo (6) e encerra uma busca delicada após reclamações sobre a falta de latinos no novo gabinete do democrata.

Se confirmado no cargo, Becerra terá como princial missão lidar com a atual pandemia de coronavírus, que matou mais de 281 mil pessoas nos Estados Unidos.

Xavier Becerra no bairro de Boyle Heights, em Los Angeles
Xavier Becerra no bairro de Boyle Heights, em Los Angeles - Monica Almeida - 5.mai.16/The New York Times

Ainda de acordo com a publicação americana, Biden também escolheu Rochelle Walensky como a próxima diretora do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos EUA.

A médica, que hoje é chefe do departamento de doenças infecciosas do Massachusetts General Hospital, substituirá Robert R. Redfield como líder da agência científica na vanguarda de respostas à pandemia.

Ela será uma das conselheiras mais próximas de Biden em questões médicas e vai comandar grande parte da divulgação sobre a crise da Covid-19.

A escolha de Becerra foi uma surpresa, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto. O novo secretário desenvolveu uma carreira ligada a questões de justiça criminal, imigração e política tributária e, por muito tempo, foi considerado um candidato para o cargo de secretário de Justiça, não de Saúde.

Na Califórnia, entretanto, liderou os esforços jurídicos na área de saúde, incluindo a tentativa de impedir que o Affordable Care Act, a lei de reforma da saúde do ex-presidente Obama, fosse desmantelada por republicanos. Ele também tem sido uma voz importante no Partido Democrata para a saúde da mulher.

Becerra, 62, cumpriu 12 mandatos no Congresso representando Los Angeles, antes de se tornar o procurador-geral de seu estado-natal, em 2017. Ele é o primeiro latino a ocupar esse cargo e, durante seu período em Washington, chegou a ser o líder dos congressistas hispânicos.

Nascido em Sacramento (capital da Califórnia), é filho de mexicanos e a primeira pessoa da família a se formar na faculdade —além do diploma de direito, também tem um de economia, ambos pela prestigiada Universidade Stanford.

Enquanto estava no Congresso, ele foi um defensor da comunidade latina e se envolveu profundamente nos esforços para reformar o sistema de imigração do país. Ele ainda ajudou a criar um museu nacional dedicado a explorar a cultura e a história dos latinos-americanos —aprovado neste ano.

Mas foi sob sua liderança que o grupo que representa os congressistas hispânicos perdeu sua característica bipartidária. No final da década de 1990, Becerra viajou a Cuba e visitou o ditador Fidel Castro, o que enfureceu os republicanos.

Eles renunciaram, dizendo que foram “pessoalmente insultados” com a visita.

A escolha de Becerra por Biden ocorre em um momento em que o presidente eleito está sob pressão crescente da comunidade latina para diversificar seu gabinete.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.