Descrição de chapéu RFI Coronavírus

Nevasca histórica suspende campanha de vacinação contra Covid em Nova York

Mau tempo também gerou cancelamento de voos e fechamento de escolas

RFI

As autoridades americanas tiveram que suspender a campanha de vacinação em Nova York depois que a cidade decretou estado de emergência ao ser atingida nesta segunda-feira (1°) por uma forte tempestade de inverno, que pode ser uma das maiores de sua história.

O Serviço Nacional de Meteorologia (NWS) emitiu um aviso de tempestade para uma área que vai da Virgínia até o Maine, na qual vivem dezenas de milhões de pessoas. As autoridades preveem enormes nevascas com ventos de até 80 km/h em Nova York, Nova Jersey e partes da Filadélfia e de Connecticut.

Estátua de um touro, na região de Wall Street, coberta de neve - Kena Betancur/AFP

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, decretou no domingo (31) estado de emergência na cidade de 8,6 milhões de habitantes, onde se aguarda cerca de 50 cm de neve. A Prefeitura impôs o fechamento das escolas nesta segunda e na terça e restringiu os deslocamentos considerados não essenciais. Neste ano, no entanto, poucas pessoas foram afetadas pelo mau tempo, já que muitos alunos assistem às aulas online e milhares de empregados trabalham de casa devido à pandemia.

O prefeito também suspendeu a vacinação contra a Covid-19 nesta segunda-feira e proibiu os restaurantes de atender os clientes em mesas do lado de fora.

"Esta é uma situação perigosa, onde há risco de morte. Espere vários fechamentos (...) e se não forem trabalhadores essenciais, fiquem em casa", disse o governador de Nova York, Andrew Cuomo, em entrevista coletiva.

A nevasca, que começou na noite de domingo, alcançava os 33 cm no Central Park na tarde desta segunda, e continuará caindo até terça à tarde, podendo chegar a 50 cm, segundo o serviço meteorológico. "Se superarmos os 50 cm, será uma das dez maiores tempestades de neve da cidade de Nova York", disse à AFP Matthew Wunsch, meteorologista do NWS na cidade.

Uma queda de neve de 50,8 cm seria a oitava maior na história de Nova York, de acordo com dados coletados desde 1869 no Central Park. O recorde data de janeiro de 2016, quando nevou quase 70 cm.

Mais de 1.600 voos cancelados

Os três aeroportos de Nova York e sua área metropolitana anularam entre 65% e 90% de seus voos, segundo o site Flight Aware. Mais de 1.600 voos foram cancelados em todo o país, principalmente em Boston, Nova York, Washington DC e Filadélfia.

O governador de Nova Jersey, Phil Murphy, também declarou estado de emergência, dando às autoridades a possibilidade de fechar estradas, evacuar casas e obter os equipamentos necessários para a segurança pública.

A tempestade, que deixou nevascas de até 1,8 metro e fortes chuvas em áreas montanhosas da Califórnia na semana passada, se deslocou para o centro-oeste, afetando especialmente Chicago, que registrou cerca de 20 cm de neve. Em Washington DC, milhares de alunos das escolas deveriam voltar às aulas presencialmente nesta segunda-feira pela primeira vez desde março, mas seu retorno foi adiado para terça-feira.

Pessoas tiram fotos com boneco de neve e o prédio do Capitólio ao fundo, em Washington - Liu Jie - 31.jan.21/Xinhua

Com informações da AFP

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.