Bomba usada pelos alemães na 2ª Guerra é detonada no sul da Inglaterra

Dispositivo foi encontrado perto de universidade; cerca de 4.000 moradores e estudantes tiveram que sair da cidade

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Danos estruturais foram causados ​a várias propriedades depois que uma bomba da Segunda Guerra Mundial, ainda ativa, foi detonada perto da Universidade de Exeter, no sul da Inglaterra, no sábado (27).

A explosão foi controlada por uma equipe de eliminação de bombas e, como a região havia sido evacuada, não houve feridos.

Segundo a imprensa local, portas e janelas de casas próximas foram destruídas após a explosão do dispositivo, que foi indentificado como uma bomba Hermann de quase 1 tonelada usada pelo Exército nazista alemão.

Imagem do momento de explosão da bomba da Segunda Guerra sendo detonada em Exeter, no sul da Inglaterra
Imagem do momento de explosão da bomba da Segunda Guerra sendo detonada em Exeter, no sul da Inglaterra - 27.fev.2021/Reuters

O dispositivo foi descoberto em um canteiro de obras em um terreno privado a oeste do campus da Universidade de Exeter na manhã de sexta-feira (26).

Cerca de 2.600 moradores e 1.400 estudantes universitários foram evacuados a pedido da equipe de eliminação de bombas da Marinha e tiveram que dormir em hotéis ou em casas de conhecidos —apesar das restrições da Covid-19, o governo local permitiu as viagens e visitas.

Os moradores começaram a retornar para as suas casas na noite de domingo (28). ​

A detonação ocorreu às 18h10 (horário local) de sábado e, para mitigar seu impacto, cerca de 400 toneladas de areia foram transportadas para o local e paredes foram erguidas.

Após a explosão, destroços foram lançados a pelo menos 250 metros, e uma cratera do tamanho de um ônibus de dois andares foi aberta.

Em outubro do ano passado, a maior bomba da Segunda Guerra já encontrada na Polônia também foi detonada. A bomba Tallboy, usada pela Força Aérea britânica e que pesava quase 5 toneladas, explodiu debaixo da água enquanto mergulhadores da Marinha tentavam desativá-la.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.