Briga com tiros na Times Square fere 3, incluindo menina de 4 anos

Polícia de Nova York busca suspeitos, diz jornal; vítimas estão fora de perigo

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Brasília

Uma briga neste sábado (8) na Times Square, em Nova York, terminou com tiros, que atingiram duas mulheres e uma menina de quatro anos, segundo o New York Times.

A polícia informou que a menina estava comprando brinquedos com a família e foi atingida na perna. Ela não corre risco de morte, assim como as outras duas vítimas, de 23 e 43 anos, que sofreram ferimentos na perna e no pé, respectivamente. As vítimas não se conheciam e foram levadas para o hospital depois de serem baleadas por volta das 17h. A criança precisou de cirurgia no sábado à noite, segundo a polícia.

Times Square é fechada após briga resultar em tiros e ferir três pessoas no sábado (8)
Times Square é fechada após briga resultar em tiros e ferir três pessoas no sábado (8) - Jeenah Moon/Reuters

"Felizmente, esses inocentes estão em condições estáveis", escreveu o prefeito Bill de Blasio nas redes sociais. "Os perpetradores dessa violência sem sentido estão sendo identificados, e a polícia de Nova York irá trazê-los para a Justiça. O fluxo de armas ilegais na nossa cidade tem que parar."

Segundo o chefe de polícia da cidade, Dermot F. Shea, ainda não há detalhes sobre o aconteceu, mas sabe-se que uma briga entre dois a quatro homens foi o estopim dos tiros. Ele afirmou que a polícia já está em busca de ao menos um suspeito e que ao menos quatro tiros foram disparados.

Lá Fora

Receba toda quinta um resumo das principais notícias internacionais no seu email

Os tiros geraram medo e esvaziaram as ruas da região, uma das mais movimentadas de Nova York e que se prepara para abrir novamente suas portas para turistas e visitantes. De acordo com o jornal americano, as ruas foram fechadas para pedestres e motoristas, e os comércios, esvaziados durante algumas horas.

O incidente acontece durante um período de aumento da violência armada que vem sendo registrado na cidade desde o início da crise sanitária.

Pelo menos 463 pessoas foram baleadas em Nova York neste ano, segundo a polícia, num aumento importante em relação aos 239 registros no mesmo período de 2019 e aos 259 contabilizados em 2020.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.