Descrição de chapéu Europa União Europeia

Macron é alvo de ovada durante visita a feira de gastronomia, mas ovo não quebra

Estudante de 19 anos que arremessou item teria gritado 'viva a revolução', segundo presentes

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Lyon (França) | AFP

O presidente francês, Emmanuel Macron, foi atingido por um ovo arremessado por um estudante de 19 anos nesta segunda (27) enquanto caminhava em uma feira gastronômica na cidade de Chassieu, ao sul de Lyon. O jovem foi levado sob custódia.

O ovo atingiu as costas de Macron, mas não quebrou. De acordo com repórteres do jornal local Lyon Mag, que filmaram a cena, o estudante gritou "viva a revolução!" ao lançar o item. Macron, pouco depois, disse que procuraria o jovem. "Se você tem que me dizer algo, diga", disse o chefe de Estado.

O presidente francês, Emmanuel Macron, na feira na região de Lyon - Ludovic Marin/Pool - 27.set.21/AFP

A polícia interrogou o estudante e iniciou uma investigação por violência voluntária agravada pelo fato de o alvo exercer uma função de autoridade pública.

O ato contrasta com a recepção em geral calorosa a Macron nos espaços públicos franceses, mas se soma a outros episódios semelhantes enfrentados por ele desde antes de assumir a Presidência.

Em meados de junho, o presidente francês, que ainda não confirmou se tentará se reeleger nas eleições de abril de 2022, levou um tapa no rosto durante visita a Tain-l'Hermitage, na região do Drôme, no sudeste do país. O responsável pela agressão, um homem desempregado, foi julgado dois dias depois e condenado a quatro meses de prisão. Ele foi posto em liberdade há poucos dias, em 21 de setembro.

Quando era candidato à Presidência, em 2017, Macron também recebeu uma ovada durante uma visita ao Salão da Agricultura, na capital, Paris —na ocasião, o ovo quebrou.

Durante a visita à feira gastronômica nesta segunda, profissionais agradeceram a Macron pelo auxílio estatal durante a crise do coronavírus, que atingiu fortemente o setor.

O presidente francês fez uma série de anúncios a favor da revitalização do setor de restaurantes e hotéis, entre as quais a isenção de impostos sobre gorjetas pagas com cartão de crédito em todos os estabelecimentos do setor, medida fortemente aplaudida pelos profissionais reunidos ao seu redor.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.