Erupção de vulcão causa tsunami em Tonga e no Japão; veja vídeos

Além da capital do país, ondas atingiram a Samoa Americana

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Nukualofa (Tonga) | Reuters e AFP

A erupção de um vulcão submarino em Tonga, na Oceania, causou tsunamis na capital do país, Nukualofa, no Japão e na Samoa Americana. Há alertas também para ilhas próximas ao vulcão, no sul do Pacífico. Às 15:00 (horário de Brasília), não há registro de mortos. ​

O vulcão Hunga Tonga-Hunga Ha'apai, localizado a cerca de 65 km ao norte da capital tonganesa, entrou em erupção na tarde deste sábado (15) —madrugada de sábado no horário de Brasília— e provocou um tsunami de 1,2 metro, segundo o Escritório de Meteorologia australiano. A agência afirmou que monitora o evento, mas que não há ameaça de tsunami para a Austrália.

A erupção durou oito minutos e foi tão forte que foi ouvida "como um trovão distante" a mais de 800 km de distância, disseram autoridades das ilhas Fiji.

Horas depois, a agência meteorológica do Japão emitiu alertas de tsunami na manhã de domingo (horário local) e afirmou que ondas de até 3 metros podem chegar à costa do país.

De acordo com o boletim, as ilhas Amami, no sul do Japão, foram atingidas por ondas de 1,2 metro, às 23h55 de sábado (11h55 em Brasília), enquanto um tsunami de menor amplitude podia ser observado em outras partes do litoral japonês.

Imagem de satélite mostra nuvem branca sobre Tonga
Imagem do Instituto Cooperativo de Pesquisa na Atmosfera (CIRA) mostra momento em que vulcão submarino Hunga Tonga-Hunga Ha'apai, em Tonga, entrou em erupção - CIRA/NOAA/via Reuters

Em Tonga, a população fugiu para lugares mais altos, enquanto casas eram destruídas pela água.

Medidores registraram ondas de 83 centímetros de altura em Nukualofa e de aproximadamente 60 centímetros em Pago Pago, capital da Samoa Americana, segundo o Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico.

O sistema de monitoramento, localizado nos EUA, chegou a emitir um alerta para o Havaí, que depois foi suspenso.

Imagem mostra bairro no litoral tomado por ondas de tsunami
Erupção do vulcão submarino Hunga Tonga-Hunga Ha'apai, em Tonga, provoca tsunamis no país - Reprodução/ @sakakimoana no Twitter

O rei de Tonga, Tupou 6º, foi retirado do palácio real em Nukualofa e levado para uma vila longe da costa. ​

Nas redes sociais, foram postados vídeos das ondas chegando à praia e invadindo casas.

"Foi uma grande explosão", disse uma moradora, Mere Taufa, ao site de notícias Stuff. "O chão tremeu, a casa inteira foi sacudida. Veio em ondas. Meu irmão mais novo acreditava que bombas estavam explodindo perto de nossa casa."

Poucos minutos depois, a água invadiu a residência da família e ela viu o muro de uma casa vizinha desabar. "Houve gritos por toda parte e todos começaram a fugir para as alturas", acrescentou.

Jese Tuisinu, repórter a TV Fiji One, postou um vídeo no Twitter mostrando a população tentando fugir das ondas que se aproximam de seus carros. "Está literalmente escuro em partes de Tonga e as pessoas estão correndo para lugares seguros após a erupção", disse ele.

Na sexta-feira, cinzas, vapor e gás do vulcão se dispersaram pelo ar em uma distância de até 20 km no ar, segundo o Serviço Geológico de Tonga.

​Victorina Kioa, da Comissão de Serviços Públicos de Tonga, pediu às pessoas que "fiquem longe de todos os lugares ameaçados, ou seja, praias, recifes e todas as costas planas".

Fiji emitiu um alerta de tsunami, pedindo aos moradores que evitem a região do litoral devido a fortes correntes e ondas perigosas.

A agência de gerenciamento de emergências da Nova Zelândia também divulgou um aviso de possibilidade de correntes fortes e incomuns e ondas imprevisíveis na costa norte e leste do país.

Alertas de tsunami foram emitidos na manhã deste sábado para a Costa Oeste dos Estados Unidos, enquanto o Havaí foi afetado por "inundações menores", de acordo com os serviços meteorológicos americanos.

"Saiam das praias, dos portos e das marinas" ao longo da costa da Califórnia até o Alasca, afirmou o Serviço Nacional do Clima dos Estados Unido.

No arquipélago havaiano, no Oceano Pacífico, foram relatadas "pequenas inundações" nas ilhas.

Nas redes sociais, o Escritório Nacional de Emergências do Chile alertou, por sua vez, sobre a possibilidade de um "tsunami menor" atingir a ilha de Páscoa.

"Lembre-se! que, por Estado de Precaução para o Arquipélago Juan Fernández, ilhas San Félix, de Páscoa e Antártica Chilena por erupção de vulcão em Tonga , solicita-se abandonar a zona de praia, frente à possibilidade de um tsunami menor nesses setores", frisou o órgão chileno.

"Por precaução, SAIA DA ZONA DE PRAIA, devido a um tsunami menor, na Ilha de Páscoa", foi a mensagem de emergência que chegou a todos os habitantes da ilha, a 3.300 km ao oeste da costa chilena, no Oceano Pacífico.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.