Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
07/01/2011 - 19h35

Centenas de pombos mortos aparecem no norte da Itália

Publicidade

DA EFE, EM ROMA

Centenas de pombos têm aparecido mortos nas proximidades da cidade de Faenza, na região de Emilia-Romaña, no norte da Itália, por razões ainda desconhecidas, informaram nesta sexta-feira os meios de comunicação locais.

Desde o último domingo (2), cerca de 400 pássaros foram encontrados sem vida na estrada que dá acesso à cidade, a apenas 1 km do centro histórico, e especialistas investigam o que pode ter provocado as mortes.

"Pode ser devido à contaminação por alguma fábrica, uma doença aviária ou de outro tipo ou, inclusive, a envenenamento", afirmou ao jornal "La Stampa" Massimo Bolognesi, da organização ambiental WWF.

Alguns dos pombos mortos foram encontrados nas imediações de uma fábrica alimentícia, apesar de, no momento, se descartar que isso tenha relação com as mortes.

Parte das aves mortas foi enviada ao Instituto Zooprofilático de Lugo para ser analisada e submetida a diferentes exames, que buscarão vírus ou qualquer outro indício de doenças que poderia ter causado as mortes, informou o jornal "Corriere della Sera". Também serão verificadas possíveis fontes de envenenamento.

O caso ocorre após episódios semelhantes registrados nos EUA e na Europa nos últimos dias.

Em Beebe, no Estado americano do Arkansas, mais de 1.000 pássaros negros caíram sobre os telhados de casas e em ruas da cidade na noite de 31 de dezembro, o que, segundo autoridades, pode ter ocorrido devido ao impacto de raios, granizo ou fogos de artifício.

Também nos EUA, na localidade de Pointe Coupee, no Estado da Louisiana (sul), apareceram na última segunda-feira (3) outros 500 pássaros negros.

Já nas ruas de Falköping, na Suécia, foram encontrados na terça-feira passada entre 50 e cem gralhas mortas.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página