Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
29/01/2011 - 11h47

Irã enforca iraniana-holandesa detida durante eleições de 2009

Publicidade

DA ASSOCIATED PRESS, EM TEERÃ

O Irã divulgou neste sábado que Zahram Bahrami, 45, que também era cidadã holandesa, foi enforcada por ter participado dos protestos durante as controversas eleições de 2009, quando o presidente Mahmoud Ahmadinejad foi reeleito, informa a agência semi-oficial Mehr.

Embora sua atuação ao lado dos opositores ao regime seja vista pelo Ocidente como a principal causa por sua execução, a Justiça da República Islâmica alega que a mulher foi condenada por porte e venda de drogas.

Sua filha disse ao grupo Campanha Internacional por Direitos Humanos, com base em Nova York, que as acusações são falsas.

De acordo com o grupo a mulher vivia em Londres mas ia ao Irã periodicamente para visitar sua família.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Voltar ao topo da página