Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
23/09/2011 - 11h16

Palestinos e soldados israelenses se enfrentam na Cisjordânia

Publicidade

DA EFE
DE SÃO PAULO

Manifestantes palestinos enfrentaram soldados israelenses nesta sexta-feira em diferentes pontos da Cisjordânia, horas antes do discurso que o presidente da ANP (Autoridade Nacional Palestina), Mahmoud Abbas, fará na ONU defendendo o pedido de admissão do Estado palestino na organização.

Cerca de 120 manifestantes, segundo a edição eletrônica do jornal "Yedioth Ahronoth", se concentraram próximo em uma área a oeste de Ramallah e atiraram pedras contra as forças militares israelenses.

Os soldados reprimiram os manifestantes com gás lacrimogêneo e outros equipamentos adquiridos recentemente por Israel para conter uma possível onda de protestos pela apresentação da candidatura da Palestina à ONU. Três pessoas, entre elas um jornalista francês, sofreram ferimentos pela inalação do gás.

Segundo a emissora americana de TV CNN, dezenas de jovens palestinos jogavam pedras e garrafas nas forças de segurança no West Bank, mas não há registro de feridos.

Em Bilin, onde durante anos os palestinos se manifestaram para protestar contra a construção da barreira de separação da Cisjordânia, também foi registrada uma pequena concentração. E em Qalandia, um dos focos de maior tensão entre Jerusalém e Ramallah, testemunhas informaram que homens encapuzados arremessavam pedras contra as forças israelenses.

Pouco antes, a polícia de fronteiras israelense deteve três palestinos em uma estrada de Jerusalém Oriental por atirarem pedras contra veículos israelenses, e outros dois na Cidade Antiga por desordens na entrada da Esplanada das Mesquitas.

As autoridades de Israel estão em estado de alerta máximo nesta sexta-feira por temer uma onda de distúrbios pelo discurso de Abbas na ONU, e prepararam um dispositivo de segurança de mais de 9.000 agentes.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página