Descrição de chapéu
Giovanni Guido Cerri e Marco Bego

Inovação: estratégia para o combate ao coronavírus

Novas tecnologias podem compensar as deficiências do sistema de saúde

Giovanni Guido Cerri Marco Bego

A evolução da medicina tem permitido o desenvolvimento de tecnologias que auxiliam no dia a dia da saúde e resultam em importantes avanços em benefício da população. A pandemia do novo coronavírus tem preocupado as autoridades mundiais e a sociedade devido aos seus impactos sanitário e econômico, que exigem resposta rápida.

As novas tecnologias são recursos para mobilizar a sociedade a encontrar soluções para compensar as deficiências do sistema de saúde. O Hospital das Clínicas de São Paulo possui um braço tecnológico —o InovaHC— que tem um ecossistema diverso e plural com parceiros de diferentes segmentos das indústrias brasileira e internacional (startups). A forma como está organizado permite que novas ideias de produtos e serviços sejam processadas de forma eficiente. Isso leva o HC a estar à frente na inovação para ações sociais colaborativas, tratamentos, diagnósticos e terapias.

Giovanni Guido Cerri, presidente do conselho diretor do Instituto de Radiologia e da comissão de inovação do Hospital das Clínicas
Giovanni Guido Cerri, presidente do conselho diretor do Instituto de Radiologia e da comissão de inovação do Hospital das Clínicas - Fabio Braga/Folhapress

Na dianteira dessa corrida contra o tempo e o vírus está o Viral Cure, projeto de inovação do qual é possível participar por meio de fundos ("crowdfunding") e doações que viabilizam, por exemplo, a locação de ambulâncias para remoção de pacientes em tratamento contra o vírus no Hospital das Clínicas, além da realização de novas pesquisas de tratamento, diagnóstico, terapias e vacinas para enfrentar o coronavírus.

Uma das inovações é o desenvolvimento de um software de Inteligência Artificial (IA) capaz de identificar com precisão as manifestações da Covid-19 em até cinco minutos por meio de tomografia computadorizada. O HC está estruturando um banco de dados de imagens de tomografias de pacientes com Covid-19 em estados mais graves, e utilizará a IA para o cruzamento do resultado dessas imagens com os dados clínicos, a evolução do quadro das pessoas e o modo como a patologia se desenvolveu no organismo.

O objetivo é rastrear os pacientes, observar se a enfermidade pode se tornar algo crônico e identificar possíveis consequências depois de um longo ciclo após a cura da Covid-19. A relevância da IA tem impactos no mundo todo. Segundo dados da CB Insights, até o final de 2020 empresas vão gastar em média US$ 54 milhões em projetos de inteligência artificial e 86% das companhias que atuam com ciências biológicas, fornecedoras de tecnologia de saúde e prestadores de serviço no segmento vão utilizar tecnologia de IA.

Além do uso de IA, o polo já trabalha com robô colaborativo. O recurso reduz o impacto do coronavírus no complexo porque permite substituir colaboradores abatidos pela doença em operações automatizadas, como o transporte de objetos e equipamentos e medição da temperatura do paciente.

São exemplos de que o Hospital das Clínicas está na vanguarda da inovação. Com o avanço da pandemia do coronavírus para o sistema público de saúde, o complexo sai à frente na busca de soluções para tratamento da doença que parou o mundo. Essas e outras inovações do polo InovaHC estão revolucionando a medicina no Brasil. A boa notícia é que os benefícios gerados estarão à disposição de todos: setores público e privado.

Giovanni Guido Cerri

Presidente do Conselho Diretor do Instituto de Radiologia e da Comissão de Inovação do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP; foi diretor da FMUSP, diretor-geral do Instituto do Câncer e secretário de Estado da Saúde de São Paulo (2011-13; governo Alckmin)

Marco Bego

Diretor-executivo do Instituto de Radiologia (InRad) e diretor do InovaHC, braço tecnológico do Hospital das Clínicas

TENDÊNCIAS / DEBATES

Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do jornal. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate dos problemas brasileiros e mundiais e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.