Descrição de chapéu
Flavio Amary

A nova paisagem urbana de São Paulo

Trabalhamos para reduzir a distância física e social entre os bairros da capital

Flavio Amary

Secretário da Habitação do estado de São Paulo

A paisagem da cidade de São Paulo está em constante transformação. E quem se preocupa apenas em repetir o passado perde o contato com o que existe de novo. Centradas em cinco pontos, as ações do governador João Doria (PSDB) deflagraram uma das maiores mudanças urbanas da história da capital, principalmente em benefício dos bairros mais distantes do centro.

São programas e obras que procuram resgatar o meio ambiente, promover qualidade de vida, reequipar espaços de cultura e lazer, avançar na digitalização da economia e concluir grandes empreendimentos públicos. Um desses projetos é a despoluição do rio Pinheiros.

O secretário estadual da Habitação de São Paulo, Flavio Amary - Mathilde Missioneiro - 21.jan.20/Folhapress

A 17 quilômetros da avenida Paulista, a região do córrego Zavuvus está recebendo obras de saneamento. O projeto prevê ligar 88 mil residências de pontos extremos da zona sul à rede de coleta e tratamento. Metade do trabalho está terminado. As obras mudaram as condições sanitárias, resolvendo o problema do mau cheiro e combatendo as enchentes nas comunidades.

Houve o maior desassoreamento da história do Pinheiros, com a retirada do equivalente a mais de 34 mil caminhões de sedimentos. A revitalização prevê o plantio de 30 mil mudas de árvores em 13 quilômetros de margens. Daqui a dois anos, o projeto concluído vai beneficiar diretamente 3,3 milhões de pessoas.

Às margens do Pinheiros, a capital ganhará mais parques e também terá um novo cartão postal na Usina São Paulo, antiga Usina Elevatória de Traição, cuja outorga foi vencida por uma empresa privada com ágio de 1.900%. A concessionária vai modernizar o local com restaurantes, bares e áreas de lazer.

Obras de grande impacto visual, como o monotrilho, estão sendo concluídas. Neste mês, uma nova empresa reiniciou a construção da linha 6-laranja do metrô, a maior obra de infraestrutura da América Latina, que até 2025 beneficiará 600 mil paulistanos, especialmente da zona norte. A linha 15-prata já mudou a paisagem e a qualidade de vida dos moradores da região que vai da Vila Prudente a São Mateus.

Na Vila Olímpia, está em curso a implantação de uma rede elétrica subterrânea e inteligente, conectada ao mobiliário urbano. Trabalhamos para criar uma nova Ceagesp, mais próxima às rodovias. A mudança vai desafogar o trânsito urbano e permitir a criação do Centro Internacional de Tecnologia e Inovação, o Citi, confirmando a capital como principal polo da economia digital da América Latina.

Espaços de lazer e cultura, como o Museu do Ipiranga, estão em reforma e serão reabertos à população. São Paulo já ganhou o MIS Experience para mostras imersivas e interativas, único do gênero no Brasil.

O governo do estado está trabalhando para que a cidade de São Paulo acompanhe o desenvolvimento das grandes capitais do mundo, oferecendo uma paisagem urbana mais aberta aos cidadãos, esteticamente agradável e integrada ao meio ambiente com arte, criatividade e inovação. Uma paisagem que reduzirá a distância física e social entre os moradores de todas as regiões e bairros da nossa cidade.

TENDÊNCIAS / DEBATES
Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do jornal. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate dos problemas brasileiros e mundiais e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo.​​

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.