Descrição de chapéu
João Doria

A transformação da educação pública

Experiência do ensino remoto resultou em ganho pedagógico permanente

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

João Doria

Governador de São Paulo (PSDB), ex-prefeito de São Paulo (jan.2017 a abr.2018) e empresário

No mundo inteiro, a pandemia tirou alunos e professores da sala de aula. Mas, em São Paulo, enquanto o ensino avançava pela internet, escolas e governo trabalharam para criar as bases da maior transformação na educação pública do estado. Se no auge da crise sanitária foi preciso investir no SUS e em vacinas, agora é essencial recuperar o prejuízo provocado pela interrupção do ensino presencial. Devemos aproveitar essa urgência para consolidar uma mudança definitiva na qualidade do ensino.

Em São Paulo, as duas coisas andam juntas. Na volta às escolas, a transformação é visível e avança a cada dia. A começar pela expressiva ampliação do ensino em tempo integral. Viabilizamos cinco vezes mais escolas e nove vezes mais alunos do que em 2018. Serão 2.000 escolas e mais de 1,1 milhão de alunos nessa modalidade, antecipando em dois anos a meta nacional de 25% dos alunos matriculados em jornada ampliada.

O ensino de tempo integral assegura melhoria no aprendizado. No primeiro ano do programa, as escolas têm um aumento médio de 32% no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica. Em 2019, as escolas paulistas avançaram no Ideb, mas as do Programa de Ensino Integral dobraram esse resultado.

A experiência do ensino remoto também resultou em ganho pedagógico permanente. Estamos investindo R$ 1,5 bilhão para conectar a comunidade escolar com banda larga, chips para celular, notebooks, tablets e televisores. Já dobramos a velocidade de conexão, em comparação a 2019. E vamos garantir internet de 100 MB em todas as escolas estaduais até junho de 2022.

A educação pública de São Paulo também inovou e recebeu reconhecimento internacional. O Centro de Mídias foi eleito pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) uma das seis melhores iniciativas na América Latina durante a pandemia. O serviço oferece conteúdos pedagógicos para o ensino online.

Em 2021, São Paulo se tornou o primeiro estado a implantar o novo ensino médio, com currículo mais flexível. Equipamos laboratórios de tecnologia e robótica. E, em 2022, mais de 600 mil alunos do 1º ao 5º ano do fundamental terão aulas de inglês. O ensino público estadual se torna mais atraente, contemporâneo e inclusivo.

Todas essas inovações acontecem num ambiente mais acolhedor. Desde setembro de 2019, quando a Assembleia Legislativa aprovou o programa Dinheiro Direto na Escola​, transferimos R$ 2,7 bilhões para reformas e melhorias. Em média, cada escola recebe repasse anual 34 vezes maior e pode fazer em dias a obra que aguardava há meses. Assim, mais de 4.900 escolas reformaram banheiros e outras 2.100 melhoraram cozinhas e refeitórios.

Hoje, existem escolas com bibliotecas-modelo, salas de música, laboratórios de tecnologia e robótica e quadras esportivas preservadas. Na nossa gestão, adquirimos 546 mil bolas de basquete, futebol, handebol, vôlei e tênis de mesa. O transporte escolar recebeu 857 ônibus novos em 460 municípios.

Ampliamos a participação da agricultura familiar com produtos frescos na merenda. São refeições mais nutritivas, preparadas em cozinhas mais equipadas e refeitórios reformados. Dignidade e respeito pelos alunos, a maioria de famílias vulneráveis.

A partir de outubro, estamos garantindo o retorno de 300 mil jovens que precisaram ajudar suas famílias a obter renda na pandemia. Eles receberão uma bolsa de R$ 1.000 para o ano letivo, desde que participem de 80% das aulas, tarefas de reforço e provas de avaliação. Outra iniciativa fundamental é o programa Dignidade Íntima, que oferece absorventes a alunas em situação vulnerável e evita a evasão escolar decorrente da pobreza menstrual.

Graças à vacinação, podemos fazer escolhas. A principal delas é apoiar os mais pobres e transformar gerações. A volta às escolas não significa o retorno ao ponto anterior à pandemia. A escola de São Paulo é o ponto de partida para construir um futuro de cidadania, modernidade, liberdade e prosperidade. Viva a educação!

TENDÊNCIAS / DEBATES
Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do jornal. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate dos problemas brasileiros e mundiais e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.