Descrição de chapéu
Betty Milan

Brecheret vilipendiado

Escultura do modernista virou mictório no largo do Arouche

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Betty Milan

Escritora e psicanalista; autora dos romances ‘O Papagaio e o Doutor’ e ‘Baal’ (ed. Record), entre outros

O assunto é a Semana de Arte Moderna. Cem anos se passaram, e a data é evocada no jornal, no rádio, na televisão... Tarsila do Amaral, Mário de Andrade e Oswald de Andrade são grandes referências.

Muitos outros também fizeram parte do movimento modernista, que começou antes da Semana e continuou depois. Entre eles, Victor Brecheret, cujo "Fauno", esculpida em granito e bronze, foi encomendada pelo prefeito de São Paulo Prestes Maia, nos anos 1940, para decorar os jardins da Biblioteca Municipal e hoje se encontra no Parque Trianon, na avenida Paulista.

"Fauno", do escultor Victor Brecheret, no Parque Trianon, em São Paulo - Tuca Vieira - 23.jul.11/Folhapress

Os padres que usavam o espaço da biblioteca para ler o breviário não suportavam conviver com a representação de Pã —divindade grega, meio homem, meio bode, conhecida pelo apetite sexual. Decerto foi a mão de Deus que levou "Fauno" para o jardim próximo da minha casa, onde eu pude admirar incansavelmente a escultura de Brecheret.

Tendo sido eleita para a Academia Paulista de Letras, compareci a uma primeira reunião em dezembro de 2020. Chovia naquele dia, e eu fiquei na porta, em frente ao largo do Arouche, à espera de um táxi. Fui surpreendida por uma escultura que ainda não tinha visto. Tratava-se de um nu feminino, que primeiro me fez pensar em Aristide Maillol, para cujas estátuas existe uma área especial no Jardin des Tuileries, em Paris. Mas o nu em questão não era do escultor francês: recorri ao porteiro para saber se era de Brecheret.

— De quem é aquela estátua?
— Brecheret, dona.
— Não acredito!
— Mas é dele, sim. Só que as pessoas do largo urinam em cima dela.

Ainda que a estátua resistisse à urina —as mulheres são resilientes—, era insuportável, uma infâmia. Pedi a José Renato Nalini, o presidente da entidade, que enviasse ofício solicitando às autoridades competentes que a estátua fosse removida do jardim e abrigada, ainda que provisoriamente, no belo saguão da academia, cujo projeto, bem como o da Biblioteca Municipal, é do arquiteto francês Jacques Pilon.

'Depois do Banho', de Victor Brecheret, no largo do Arouche, centro de São Paulo - Maria do Carmo - 28.jul.10/Folhapress)

O ofício foi escrito e enviado à Prefeitura de São Paulo e à Secretaria de Cultura (e ainda não respondido). A parte do texto que diz respeito à obra segue abaixo:

"Em 1932, o escultor Victor Brecheret entregou à cidade de São Paulo a sua icônica obra "Depois do Banho", que foi instalada no largo do Arouche, bem defronte à sede da Academia Paulista de Letras;

A deterioração daquele tradicional espaço paulistano já causou a destruição do "Jardim dos Escritores" e ora põe em risco a incolumidade da famosa estátua, um dos únicos nus artísticos da capital. Recentemente, ela surgiu pichada por vândalos que fazem do Arouche um lugar perigoso e depauperado;

A Academia Paulista de Letras se permite solicitar de vossa excelência as medidas necessárias para guarda e zelo desse patrimônio artístico-cultural, que não pode permanecer à mercê dos detratores dos poucos exemplares ainda existentes em São Paulo. Coloca-se à disposição, se for o caso, para abrigar a peça em seu saguão, largo do Arouche, 312, até se encontre uma fórmula de mantê-la em condições compatíveis com sua relevância (…)".

Não é possível celebrar o centenário da Semana de Arte Moderna e deixar a estátua de Brecheret, que representa o corpo feminino, degradar-se. A transferência da obra "Depois do Banho" será a maior homenagem ao movimento modernista, que o Brasil celebra e o mundo também, acolhendo nos seus museus as obras de Tarsila do Amaral.

TENDÊNCIAS / DEBATES
Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do jornal. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate dos problemas brasileiros e mundiais e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo.​

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.