Escolha de Doria como candidato é motivo de vergonha para o PSDB, dizem leitores

Quebra de promessa de ex-mandatário ao deixar prefeitura paulistana após 15 meses ainda repercute

Aborto

É da maior importância o trabalho “SUS gasta R$ 500 milhões com complicações por aborto em uma década”. Notem-se as fontes: Ministério da Saúde, Conselho Federal de Medicina, STF, Defensoria Pública e Código Penal.

Thomaz Rafael Gollop, obstetra e professor associado da Faculdade de Medicina de Jundiaí (Campo Belo, SP)

 

A ameaça de morte sofrida por uma professora da UNB por se posicionar favorável à liberalização do aborto dá a medida de como agem os “encapuzados”. São moralistas que tentam impor sua fé.

Anete Araujo Guedes (Belo Horizonte, MG)

Colunistas

A coluna de Demétrio Magnoli é tão descaradamente panfletária que ele deveria se engajar na campanha de Geraldo Alckmin. Seria mais honesto com leitores e eleitores.

Alex Fabiano Nogueira (São Paulo, SP)

 

Em texto claro e oportuno, Demétrio Magnoli expõe a capacidade do PT de distorcer os fatos, negar as evidências e manipular a história.

Giana Maia Monteggia (Porto Alegre, RS)

 

Brilhante e lúcida a coluna de Pablo Ortellado sobre as mazelas do PT. O partido condena o PSDB por fazer coligação com o Centrão, mas se esquece de olhar para o próprio umbigo e lembrar das ligações com Maluf, Sarney, Collor etc.

Wagner José Callegari (Limeira, SP)

 

É inegável a histórica orquestração das elites contra moderados avanços sociais dos governos de esquerda. Se as esquerdas não se tivessem corrompido, talvez tivéssemos um país menos desigual.

Luiz Dalpian (Santo André, SP)

Editoriais

O editorial “Conserto da máquina” aponta um norte a ser discutido no processo eleitoral. Esperamos que os candidatos façam o bom debate e que os vencedores implementem as medidas mais adequadas para tirar o país da situação perigosa em que vive.

José Elias Aiex Neto (Foz do Iguaçu, PR)

 

Parabenizo a Folha pelo editorial. Afora o título um tanto utilitarista, o conteúdo é perfeito ao mencionar os principais problemas a serem resolvidos para tornar o Brasil uma nação minimamente viável.

Ademir Valezi (São Paulo, SP)

Leilão para termelétricas

Em “Governo avalia leilão de térmica que eleva conta de luz em R$ 1 bilhão”, Alexa Salomão e Tais Hirata retrataram a chance de o governo contratar termelétricas para consumidores pagarem. Foram várias as críticas. O governo recuou e foi evitado desnecessário gasto anual de R$ 2 bi.

Edvaldo Santana, ex-diretor da Aneel e presidente da Abrace (Brasília, DF)

Briga entre tucanos

A base do relacionamento humano é a confiança. Como acreditar em João Doria após repetir a mesma mentira? “Cidade Linda” também parece deboche; é só passar debaixo do Minhocão e ver a degradação. E quer ser governador?

Francisco Gomes Machado (São Paulo, SP)

 

É uma vergonha para o PSDB referendar a candidatura de Doria para o estado. Abandonou a prefeitura paulistana após ínfimos 15 meses de mandato e descumpriu praticamente todas suas promessas. Não passa de um oportunista.

Renato Khair (São Paulo, SP)

Facebook

Realmente é perda de tempo usar o Facebook, com o agravante da exposição dos usuários e de suas famílias. Tanto é assim que a rede é usada pelo Fisco e por policiais para descobrirem padrão de vida, endereços, bens, atividades etc.

Paulo Sergio Ribeiro Varejão (Jaboatão dos Guararapes, PE)

 

O uso das redes sociais é facultativo, ninguém é obrigado a usá-las. Tem suas desvantagens, como a exposição excessiva e o isolamento social pela substituição do presencial, mas vantagens, como localizar amigos cujo contato foi perdido. O que falta, e deveria ser orientado, é o uso correto da ferramenta.

Tersio Gorrasi (São Paulo, SP)

 

Esperava-se que Kim Kataguiri  contestasse a rede social, mas só defendeu direitos à mentira e ao anonimato, vedados pela Constituição.

César Caldas (Curitiba, PR)

 

Parece-me que Kim Kataguiri nos toma por tontos. Cita a parte da declaração de Mark Zuckerberg que lhe interessa. Ainda que concorde que páginas de esquerda que disseminam fake news devam ser filtradas, isso não significa que páginas de direita que façam o mesmo não devam ser bloqueadas.

Luiz Daniel de Campos (São Paulo, SP)

PCC

Quem conhece as escolas públicas se assusta com a evasão. Desmotivados por um ensino sem engajamento e pela baixa remuneração, jovens brasileiros são presas fáceis para o crime, que não precisa nem esconder o caráter arriscado do que oferece, pois a promessa de vida com abundância já é atrativo suficiente para quem olha o futuro e só vê penúria. Nada é mais urgente que uma reforma da educação pública.

Maria Cecilia de Sá Porto (Embu, SP)

 

O crime organizado só existe pela desorganização e pelo inchaço do Estado. Os criminosos estão sempre um passo à frente da polícia. Construir penitenciárias definitivamente não é a solução. Precisamos de um Estado minimamente organizado para virar o jogo.

André Pedreschi Aluisi (Rio Claro, SP)

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.