Compartilhe suas memórias sobre colunas e reportagens de Clóvis Rossi

Jornalista, decano da Redação da Folha, morreu aos 76 em São Paulo

Retrato do jornalista Clóvis Rossi em encontro com colunistas da Folha
Retrato do jornalista Clóvis Rossi em encontro com colunistas da Folha - Eduardo Knapp/Folhapress
São Paulo

O jornalista Clóvis Rossi, decano da Redação da Folha, morreu na madrugada desta sexta (14) em São Paulo.

Ele tinha 76 anos e estava em casa, onde se recuperava de infarto ocorrido na semana passada. Deixa mulher, com quem estava havia mais de meio século, três filhos e três netos.

Na Folha desde 1980, participou de coberturas nacionais e internacionais como repórter. Colunista e membro do Conselho Editorial da Folha, Rossi publicou seu último texto na quarta (12). Intitulado “Boletim Médico”. Ele era, segundo o jornalista, “uma satisfação devida ao leitor, se é que há algum”.

A Folha convida, agora, esses leitores a enviar suas lembranças sobre textos do jornalista e memórias sobre as reportagens produzidas ao longo das últimas décadas.

Envie seu relato ou imagem para o WhatsApp do jornal (11-994-860-293). É importante dizer seu nome completo e cidade onde mora. 

Rossi foi em 2017 o primeiro colunista da Folha a participar da série "Comenta que Eu Te Escuto", da TV Folha.

Na série, jornalistas da casa analisavam o que era dito sobre eles nas caixas de comentários de seus textos no jornal.

A equipe da TV Folha selecionava, nos cinco textos mais comentados do colunista naquele ano, opiniões diversas dos leitores –podiam ser elogios, questionamentos e críticas, inclusive as mais ácidas.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.