Moro no STF reforça o aparelhamento do governo no Judiciário, diz leitor

Bolsonaro voltou a sinalizar que pode indicar o ministro para vaga no Supremo

Sergio Moro

Sergio Moro no Supremo reforça o aparelhamento do governo no Judiciário ("Após crise, Bolsonaro volta a sinalizar que pode indicar Moro para vaga no STF"). Para Bolsonaro, pode ser bom porque tira Moro da corrida presidencial. Porém, o ex-juiz da Lava-Jato pode ser um entrave nos projetos do presidente que, por ventura, possam ir de encontro aos interesses de outros poderosos grupos econômicos que apoiam Moro.

Edgard Filho (São Paulo, SP)

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro Sergio Moro - Lucio Tavora - 18.dez.19/Xinhua

Disputa pelo poder no reino das vaidades. E onde está um projeto efetivo de desenvolvimento nacional? Quero um Brasil mais justo e imparcial. Este governo respira autoritarismo crescente, desrespeito à Constituição, sucateamento das empresas públicas, da educação e da saúde, submissão ao governo norte-americano, perseguição à cultura e as artes, além de uma mediocridade geral.

Gustavo Moraes (Rio de Janeiro, RJ)

Sobre a reportagem "Moro deixa miliciano ligado a gabinete de Flávio Bolsonaro fora de lista de mais procurados" (Poder, 31/1), a Folha está procurando pelo em ovo.

Augusto Colombo Junior (Cuiabá, MT)


Educação

Critério excelente para a eventual escolha do novo ministro da Educação: servir como prêmio de consolação para diminuir o trauma demissionário de outro ministério ("Onyx busca apoio para ficar na Casa Civil em meio a crise com Bolsonaro"). O Ministério de Educação é visto como o menos importante pelo atual governo.

Angelica Francesca Maris (Florianópolis, SC)

É fantástico que tenha sido necessário esperar tanto tempo e tantas trapalhadas para que alguém da cúpula política manifestasse afinal seu repúdio a Abraham Weintraub.

Francisco J. Bueno de Aguiar (São Paulo, SP)


Emprego

Houve, sim, criação de emprego formal, mas muito mais preenchimento de vagas informais, o que mascara a queda ("Taxa de desemprego cai e termina 2019 em 11%"). E, dentro das vagas formais, pode-se questionar a sua qualidade. No fim, mais um jeitinho brasileiro de maquiar os números para vender a ideia de que a gestão neoliberal está funcionando.

Icaro Leandro de Souza (Brasília, DF)

Pessoal do quanto pior melhor só para criticar o governo. Na atual conjuntura, o importante é ter emprego. Lógico que o ideal seria que todos fossem formais.

Marcos Serra (Porto Alegre, RS)


Regina Duarte

Acredito que as atividades artísticas do país estão muito bem representadas e, ao contrário de alguns derrotistas, terão alguém profissionalmente "in natura" à classe para ouvir, planejar e executar as ideias profissionais, sem bandeiras ("Regina Duarte toma bronca de Carolina Ferraz por uso político de sua imagem").

Petrucio Barbosa (Maceió, AL)

Parabéns, Carolina Ferraz. Muito digna.

Neli Araujo (Curitiba, PR)


Ex-dono do Mappin

O empresário Ricardo Mansur - Jorge Araújo - 2.set.96/Folhapress

O cara tinha fugido, a polícia consegue prendê-lo, e agora ele vai cumprir a pena em casa, com toda mordomia? É demais ("Ex-dono do Mappin, Ricardo Mansur é preso em SP").

Marcos Neri de Almeida (Santos, SP)


Coronavírus

Ela saiu do Brasil, foi se aventurar na China e agora quer ajuda do governo ("Jogadora brasileira faz apelo para governo federal tirá-la da China")? O governo tem que ajudar os necessitados que estão aqui, vítimas das enchentes e outras tragédias.

Fernando Garcia de Souza (Brasília, DF)

A jogadora Milene Fernandes com o troféu do Campeonato Paulista de 2019
Milene Fernandes com o troféu do Campeonato Paulista de 2019, conquistado pelo Corinthians - Bruno Teixeira/Corinthians

O fato de ela morar em outro país não a torna "menos" brasileira. Continua usufruindo de toda a legitimidade e dos direitos que são garantidos por lei. É uma questão de Direito, mas também de moral.

Felipe Candeia (João Pessoa, PB)


Brexit

Mudança de ares que veio para ficar ("Reino Unido deixa a União Europeia com ato pró-brexit em clima de Réveillon"). Cabe aos governantes olhar para trás e não repetir os erros da esquerda, que dilapidou os bens públicos.

José Roberto Alferes Siqueira (Cacoal, RO)

Dia triste da história mundial, da vitória do racismo, da xenofobia e da intolerância. A questão econômica é só uma desculpa.

Eduardo Bertazza (São Bernardo do Campo, SP)


Juiz das garantias

O juiz de garantias, como foi concebido, será mais um meio para se prolongar as ações penais, que já são longas, e mais uma forma de se afogar os tribunais com recursos e pedidos de nulidade. Devemos pensar nas comarcas longínquas que nem sequer possuem um juiz. Leis mal pensadas só geram insegurança jurídica ("O juiz das garantias é necessário para atestar a imparcialidade do processo pena?").

Patricia Aude, promotora de Justiça (São Paulo, SP)


Colunistas

Mais uma vez foi um refrigério ler a coluna de Tati Bernardi ("Exatamente"). É preciso, muitas vezes, dizer o que se cala.

Vanderlei Vazelesk, professor de história da América da Unirio (Rio de Janeiro, RJ)

O problema é que a postura de Tati Bernardi não vira um único voto. Pelo contrário, conhecendo como o brasileiro comum pensa, essa atitude fará a esquerda perder ainda mais votos. Recomendo o livro "Take it Back", de James Carville e Paul Begala. Aborda estratégias para os democratas retomarem a Casa Branca. Funcionou —Barack Obama foi eleito. Mas Tati Bernardi pode continuar sentada, escrevendo textos polêmicos para manter sua plateia babando.

Serafim dos Anjos Castro Neto (São Paulo, SP)

Ilustração de uma mulher grávida sentada. Ela tem sushis em uma mão e um sorvete de casquinha na outra. Há uma tigela de comida do lado dela e uma onomatopéia "PUM". Em volta, há várias pessoas observando a cena com expressões sérias.
Galvão Bertazzi/Folhapress

Gravidez é tudo isso que Flávia Boggio citou, mas é um estágio transitório que culmina com a vinda de um novo ser humano ("O que as grávidas não contam"). A fiel descrição de uma grávida merece aplausos.

Augusto Freitas (Feira de Santana, BA)


Os leitores podem colaborar com o conteúdo da Folha enviando notícias, fotos e vídeos (de acontecimentos ou comentários) que sejam relevantes no Brasil e no mundo. Para isso, basta acessar Envie sua Notícia ou enviar mensagem para leitor@grupofolha.com.br​​. ​  

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.