Não defendo Bolsonaro, mas Congresso e STF não ligam para o povo, diz leitor

Leitor quer que pessoas lúcidas peçam impeachment de Bolsonaro

Bolsonaro x Congresso
Que o Congresso sempre travou medidas para beneficiar o povão não é segredo Quantos congressistas corruptos estão exercendo mandatos? Quantos processos contra congressistas estão na gaveta do STF? O presidente do Brasil pode ser o papa que não vai conseguir fazer nadica de nada. Não se trata de defender Bolsonaro e seus filhos, falastrões e trapalhões, mas o Congresso e o STF não estão nem aí para o sofrimento do povo.
Jorge dos Santos Neto (João Pessoa, PB)

0
O senador Davi Alcolumbre (dir.) e o deputado Rodrigo Maia, presidentes do Senado e da Câmara - Pedro Ladeira/Folhapress


As pessoas lúcidas do nosso país precisam se unir e propor o impeachment de Jair Bolsonaro. Ele não tem condição intelectual para governar. Toda semana faz uma palhaçada que nos desmoraliza como nação.
Euclides Rossignoli (Ourinhos, SP)

Bolsonaro posa com PMs na Praia Grande (SP) - Diogo Passos


É difícil saber quais são os reais objetivos quando o povo é chamado às ruas para apoiar o presidente —provavelmente contra os demais Poderes. Estou curioso para saber como se diz "não me deixem só" em militarês.
Carlos Gonçalves de Faria (São Paulo, SP)


Jair Bolsonaro parasitou o cristianismo. Nada no maquiavélico presidente coaduna com Cristo. Que os cristãos boicotem as manifestações de 15/3 atentando para as palavras de C. S. Lewis, escritor irlandês, no clássico "Cristianismo puro e simples": "Para quem está na estrada errada, progredir é dar meia-volta e retornar à direção correta".
Túllio Marco Soares Carvalho (Belo Horizonte, MG)

O ministro Celso de Mello disse que Bolsonaro não está à altura do cargo que exerce. E por acaso Lula e Dilma estiveram? Depois de tudo o que fizeram contra a nação? O que vemos é um STF contrário à vontade popular, com decisões equivocadas, como a blindagem a Glenn Greenwald, o fim da segunda instância, a censura à revista Crusoé... A realização de passeata em protesto contra a direção deste Congresso que dificulta as mudanças no país é democrática.
Marco Antonio Cardoso de Andrade (Lorena, SP)

O ministro do STF Celso de Mello - Mateus Bonomi/AGIF

Desembargadoras
Excelente a reportagem "Apenas 20% dos desembargadores são mulheres" (Poder, 26/2). Um elemento essencial para o ingresso de mulheres no TJ-SP, em 1981, foi a luta das advogadas. E a Associação Juízes para Democracia contribuiu para uma mudança que redundou em crescimento. A lei estadual 9.351/96 vedou a identificação dos candidatos nos concursos, para evitar nepotismo e romper a barreira contra as mulheres. Assim, mais mulheres passaram a ingressar na magistratura.
Kenarik Boujikian, desembargadora do TJ-SP de 1989 a 2019 (São Paulo, SP)


PMs
Ilona Szabó ("Polícia, governo, milícia e motins", 26/2) menciona que houve 52 greves de PMs entre 1997 e 2017. Mas não menciona que ocorreram 663 greves de policiais civis e federais no período --33 por ano. Resultado: os salários dos policiais civis e federais são quase o dobro dos dos colegas PMs, e ninguém é punido. Isso tem gerado grave ressentimento. Policiais não podem fazer greve e devem ser punidos por isso, mas os governos dos estados estão devendo mais respeito a eles.
José Vicente da Silva Filho, coronel reformado da PM, ex-secretário Nacional de Segurança Pública (São Paulo, SP)

0
Tropas da Força Nacional de Segurança patrulham ruas de Fortaleza (CE) - Jarbas Oliveira/Folhapress

Carnaval
Esclarecendo o senhor Renato Khair ("Painel do Leitor", 26/2), digo que, se houve um milagre no Carnaval em áreas de Pinheiros, isso se deve também à luta de muitos moradores e suas associações nos últimos cinco anos, especialmente junto ao Ministério Público. Isso resultou no veto ao uso da avenida Faria Lima e do largo da Batata, aos shows em vias públicas e aos megablocos.
Jaques Mendel Rechter (São Paulo, SP)

Cenas da apuração do desfile das escolas do Rio fazem perceber predomínio do segmento branco em diretorias das agremiações e na composição do corpo de jurados. Em se tratando de manifestação cultural nascida, criada e desenvolvida em comunidades de predominância afrodescendente, o fato observado é ilustrativo de uma sociedade que continua a privilegiar o mesmo segmento em postos de decisão.
Patrícia Porto da Silva (Rio de Janeiro, RJ)

Comemoração da Viradouro na apuração dos desfiles do grupo Especial do Carnaval do Rio - Ofotográfico

Ao contrário do que sugere a reportagem "Carnaval em SP termina com menos política, mais feminismo e arrastões" (26/2), não houve ausência ou truculência policial no Carnaval. Mais de 22 mil policiais foram às ruas diariamente, 1.503 criminosos foram presos, 103 armas apreendidas e 1,1 tonelada de drogas retirada das ruas. Houve ainda 3.810 resgates e 974 salvamentos.
Vinicius Traldi, assessor de imprensa da SSP (São Paulo, SP)


Igreja
Ao ler o artigo do professor Edson Luiz Sampel ("Católicos, cuidado para não pecarem!", "Tendências / Debates", 26/2) pode-se ter uma ideia bem precisa do porquê da queda dos fieis católicos no Brasil. Tirando o viés claramente ideológico do texto, percebe-se que a igreja, ela sim, permanece no ergástulo de posições de há muito superadas, as quais têm sido objeto da luta constante do papa Francisco, que merece todo o respeito e admiração, seja de católicos ou não. E o parágrafo final trouxe o resumo da história ao afirmar que o papa instilou alguma limpeza na alma do ex-presidente. Que seja!
José Henrique Valêncio (São Paulo, SP)

Lula entrega foto de índio da Amazônia para o papa
Lula entrega foto de índio da Amazônia para o papa - Ricardo Stuckert - 14.fev.2020

Folha, 99
Em nome do Grupo NC, cumprimento toda a equipe da Folha de S.Paulo pelo 99° aniversário. Durante todos esses anos, o veículo acompanhou com seriedade e competência os principais assuntos do Brasil e do mundo e segue trazendo aos leitores informação de qualidade nas diferentes plataformas. Desejamos vida longa e muito sucesso!
Carlos Sanchez, presidente do conselho de administração do Grupo NC (São Paulo, SP)

Parabenizamos a Folha pelos 99 anos de uma história bem-sucedida, que, ao longo das décadas, se traduziu em um jornalismo democrático, moderno e de comprovada qualidade, sempre com um espaço aberto para opiniões das mais diversas. Desejamos a toda a equipe que desfrutem do reconhecimento merecido nesse momento tão especial.
Henrique Luz, presidente do conselho de administração do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (São Paulo, SP)

Parabéns, Folha, pelos 99 anos. Uma senhora cada vez mais lúcida!
Aparecido Nunes da Silva, presidente do Sindicato dos Comerciários de Campinas (Campinas, SP)


Os leitores podem colaborar com o conteúdo da Folha enviando notícias, fotos e vídeos (de acontecimentos ou comentários) que sejam relevantes no Brasil e no mundo. Para isso, basta acessar Envie sua Notícia ou enviar mensagem para leitor@grupofolha.com.br​​. ​   ​

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.