Doria parece mais preocupado com economia do que com saúde, diz leitor

Especialistas dizem que, contra coronavírus, Brasil precisa parar

Coronavírus
Concordo com a manchete “Contra epidemia, Brasil precisa parar, dizem especialistas” (Primeira Página). Alguém, por favor, dê esse recado ao governador de São Paulo e a seu assessor David Uip, que parecem estar mais preocupados com saldo econômico do estado do que com a saúde da população.
Alex Fabiano Nogueira (São Paulo, SP)

Considero que a medida não será efetiva. Na Itália, que adotou a quarentena, os casos continuam subindo de modo acelerado, enquanto que, na Coreia do Sul, que se concentrou no diagnóstico individual e no isolamento deles, o número de casos novos cai rapidamente.
José Cassio de Moraes (São Paulo, SP)

Jair Bolsonaro afirma várias coisas e depois volta atrás (“Bolsonaro diz que não contraiu coronavírus; equipe médica orienta protocolo de segurança”). Então, ele é meio Pinóquio. Tomara que não esteja infectado mesmo.
Denise Soares (Brasília, DF)

Live do presidente Jair Bolsonaro mascara
Jair Bolsonaro usa máscara em live ao lado do ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) e da intérprete de libras - Reprodução


Fico pensando na “neutralidade” da Folha. Os comentários contra Bolsonaro sobram, e os a favor, somem. Considerando que a polarização é real, é evidente que os que falam em defesa do presidente não passam pelo crivo da publicação. Desqualificar o presidente virou esporte nacional estimulado por boa parte da mídia que, cinicamente, diz que “apenas cumpre sua obrigação de informar”.
Bruno Camacho (Curitiba, PR)

No cargo de presidente da República, não cabe a Bolsonaro divulgar o resultado do exame. Os brasileiros têm o direito de saber por meio de uma divulgação oficial do hospital que realizou o exame. Enquanto não sair essa divulgação, as pessoas têm o direito de questionar a afirmação de Bolsonaro.
Beatriz R. Alvares (Campinas, SP)

Precisou do coronavírus para perceberem que Paulo Guedes é um incompetente (“Plano de Guedes tem ‘quase nada’ para combater crise do coronavírus, diz Maia” )? Ele não sabe nada de administração pública.
Gabriela Loureiro de Bonis Simões
(Rio de Janeiro, RJ)

O ministro Paulo Guedes (Economia) e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia - Pedro Ladeira - 21.ago.19/Folhapress


Rodrigo Maia envergonha não só o Parlamento, mas todos os brasileiros, pelo seu ardil e dissimulação em querer ser protagonista daquilo que não lhe compete. Ele deve se ater à sua insignificância.
João Batista Ferrairo Honorio (Campo Grande, MS)

Sobre o texto “Direita global vê conspiração em pandemia do coronavírus” (Mundo, 13/3), os extremos se tocam. Direita e esquerda cada dia mais parecidas. Muda o conteúdo, mas a forma permanece.
Leandro Granzotti (Aracaju, SE)


Salário no esporte
A coluna “Em que ano estamos?” é um texto muito bem elaborado e mostra o quanto o mundo ainda precisa mudar.
Cris Passarelli (São Paulo, SP)

Jogadores de futebol geralmente recebem quantidade astronômica de dinheiro. Renata Mendonça está propondo que mulheres também recebam essa quantidade? Mas de onde sairia esse dinheiro? Existe um sistema econômico pujante por trás do futebol masculino, e não do feminino.
Pedro Augusto Ferreira Leite
(Rio Claro, SP)


Bebianno

Gustavo Bebianno demonstrou ser muito competente, mas só se aliou com o pior da política brasileira: Bolsonaro, Doria... (“Morre aos 56 anos Gustavo Bebianno, ex-ministro de Bolsonaro”, Poder, 14/3).
André Ferreira (São Paulo, SP)

Perde-se uma caixa-preta deste governo.
José Alaor Cardoso de Oliveira
(Piracicaba, SP)

Morreu supernovo. Vai entender: um sujeito preparado, com vários MBAs, especialista em finanças cai de amores logo pelo Jair?
Adriana Maccacchero (Rio de Janeiro, RJ)


Marielle Franco
O texto de Jonathan Raymundo é irretocável (“Resposta de Padilha a críticas reforça racismo”). Nós, brancos, antes de mais nada, devemos reconhecer nosso privilégio e nossa dívida. Bobagem? Venha morar na Bahia, que ela te ensina.
Malcom Rodrigues
(Feira de Santana, BA)

Sobre a coluna “Um acinte à memória de Marielle”, de Djamila Ribeiro, não acho que Padilha tenha tomado partido em “Tropa de Elite”. Quem tomou foi o público, que, lamentavelmente, alçou Capitão Nascimento à condição de herói. Ante esse triste acontecimento, Padilha dirigiu “Tropa de Elite 2”, no qual nos explicou que a personagem era, na verdade, vítima do sistema formado por políticos corruptos e milicianos.
Janaina de Moraes Santos (São Paulo, SP)

Ilustração de rosto de Marielle Franco com uma faixa colorida em seu cabelo
Linoca Souza/Folhapress

Parque Bixiga
Sou morador da região e parabenizo o prefeito pelo veto (“Prefeitura de São Paulo decide vetar a criação do Parque Bixiga”). Um parque acabaria por degradar ainda mais a área que sofre com moradores de rua e usuários de drogas. Igualmente a região não comporta a torre. É preciso um projeto urbanístico e social que valorize o entorno e crie condições de desenvolvimento, e não o privilégio de um ou de outro dos grupos em embate atualmente.
José Américo Zampar Júnior
(São Paulo, SP)

Croqui mostra estudo preliminar para o Teatro Parque do Rio Bexiga ou simplesmente parque do Rio Bexiga; arquitetos ligados ao teatro Oficina mostrarão proposta para parque que é alvo de projeto de lei ora em apreciação na Câmara Municipal de São Paulo; terreno pertence a Silvio Santos e seu uso é alvo de disputa
Croqui do Teatro-Parque do Rio do Bexiga, com teatro aberto e passarelas sobre o córrego, ligando as ruas do entorno - Divulgação


Parques são necessários nessa cidade tão cinza e significam mais saúde também.
Fatima Marinho (São Paulo, SP)


Colunista
Em tempos de pandemia e dólar nas alturas, ler “Digressãofobia”, da hilariante Tati Bernardi, é diversão garantida.
Eduardo Duxa Oliveira (Sertãozinho, SP)

Adoro os textos de Tati Bernardi, mas esse “Digressãofobia”... Sinceramente, nem sei o que dizer. Talvez o maior tatibitati já produzido pela imprensa, mas tudo bem. Todo mundo tem seu dia.
Lucio Matos (Belo Horizonte, MG)


Os leitores podem colaborar com o conteúdo da Folha enviando notícias, fotos e vídeos (de acontecimentos ou comentários) que sejam relevantes no Brasil e no mundo. Para isso, basta acessar Envie sua Notícia ou enviar mensagem para leitor@grupofolha.com.br​​. ​

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.