Leitores criticam visão de Bolsonaro sobre coronavírus

Para leitor, Ministério da Educação ignora necessidades do país

Coronavírus e Bolsonaro
Nesta quarta (11), a chanceler Angela Merkel declarou que, segundo especialistas, de 60% a 70% da população da Alemanha vai contrair o vírus. Enquanto Bolsonaro e seus robôs vêm a público dizer que a mídia e a OMS são alarmistas, Merkel tem coragem de admitir o problema. 
Alexandre Fenerich (Rio de Janeiro, RJ)

Não sei por que, mas lembrei dos que, nas eleições de 2018, diziam: "pior do que está não fica". Bem-vindos então ao novo pior. Se na Itália está sendo o caos, imagine aqui, com o nosso SUS, sem saneamento básico e com um presidente inepto e despreparado.
José Roberto Pereira (Curitiba, PR)

Mulher vende máscaras em La Paz, na Bolivia - Xinhua


Foram muito sórdidos os comentários do ministro Abraham Weintraub sobre a possível doença da presidente do Movimento Todos pela Educação, a senhora Priscila Cruz ("Evento de educação é cancelado; Weintraub ironiza", Cotidiano, 11/3). Ironizar infeção por coronavírus e desejar punição bíblica é insano. Não é possível que a parte sadia da população fique calada.
Renata Rossini (São Paulo, SP)

Pessoas esperam para entrar em supermercado em Milão devido à limitação de clientes dentro do estabelecimento - Daniele Mascolo/Xinhua


Na reportagem "Governo Bolsonaro usa conta oficial nas redes sociais para defender ato deste domingo" (Poder, 11/3), o Ministério da Saúde disse que, por se tratar de uma manifestação em local aberto, "o risco de contágio pelo coronavírus não é grande". O ministério está afirmando não haver problema na realização da manifestação, ao contrário de outros países, onde até a polícia está nas ruas para impedir aglomerações.
Marina Gutierrez (Sertãozinho, SP)

Seleções femininas de Brasil e Canadá se enfrentam sem público em Calais, na França, devido ao coronavírus - Denis Charlet/AFP


Bolsonaro usando o site do governo, mantido com dinheiro público, para chamar para uma manifestação? Ah, se fosse o Lula...
Maria Fernanda Monzo Luporini (Guará, DF)

Por que Bolsonaro precisa de ato em seu apoio? Quem anda atacando o presidente? Não existe nada que justifique um "ato de apoio a Bolsonaro". A constatação de sua incapacidade é a única coisa a justificar essa bobagem.
Marcos Rogério Totola (Viçosa, MG)

Enquanto isso, a Bolsa cai mais e o coronavírus avança por aqui. Não paro de pensar na possibilidade de essa infecção alcançar os mais pobres. Que governo mequetrefe e irresponsável este que nós temos. E o presidente só saber pensar em se reeleger, desde o dia em que colocou a faixa presidencial.
Rica Luciana de Souza Silva (Juiz de Fora, MG)

O Carnaval já foi uma temeridade, e agora essa passeata... Bolsonaro deveria parar de agir de modo amalucado e pensar no país em primeiro lugar. E as pessoas que estão pensando em comparecer a essa insanidade deveriam acionar o botão do juízo.
Marisa Coan (São Caetano do Sul, SP)

Até entendo o governo querer que a manifestação "espontânea" seja um sucesso de público, mas é uma irresponsabilidade colocar gente na rua nesse tempo de pandemia. Dizem que ao ar livre o contágio é pequeno, mas por que estão cancelando eventos no mundo todo?
Maria Joselita Souza Ferreira (Araçoiaba da Serra, SP)



Bolsonaro e a fraude
O presidente Jair Bolsonaro disse que houve fraude nas últimas eleições ("Sem apresentar provas, Bolsonaro diz que houve fraude eleitoral e que foi eleito no 1º turno", Poder, 10/3). Eu concordo com ele. Mas fraude foi a sua vitória. Bolsonaro esqueceu que é presidente, e não governa. Todo dia inventa uma nova fake news, e só pensa em reeleição.
João Henrique Rieder (São Paulo, SP)

Ilhas
Há dois anos, estive em Dubai. Além do aspecto levantado por Marcelo Coelho no artigo "As ilhas artificiais da modernidade" (Ilustrada, 11/3), tive a impressão de ser um lugar com senhores e escravos com uma pátina de Disneyworld. Um playground para o mundo dos milionários pago pelos miseráveis do quinto mundo.
Octavio Henrique Pavan (Campinas, SP)

Ilha artificial em forma de palmeira em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos - AFP

Bolsa
A exuberância da Bolsa brasileira deu-se em razão das contrarreformas. A cada vez que os trabalhadores perdiam direitos, o capital e seus donos deliravam. Mas a expectativa de lucros com o desmonte da legislação trabalhista e previdenciária se revelou muito aquém das apostas dos especuladores. O coronavírus é a gota que fez derramar a água do copo.
Celso Acacioo Galaxe de Almeida (Campos dos Goytacazes, RJ)

Educação
O editorial "Reinações de Weintraub" (Opinião, 11/3) reapresenta a penúria da educação no país, submetida ao ministro que labora em parcerias tão desqualificadas quanto ele. O fato é que nosso retrocesso na área convive com as irregularidades eivadas de desvios ideológicos obscurantistas deste governo. As reais necessidades educacionais do Brasil continuam ignoradas pelo ministério.
Jonas Nilson da Matta (São Paulo, SP)


Paráfrases
Parafraseando 1) Rui Barbosa: "De tanto ver triunfar as nulidades, eu também vou tentar" (A. Weintraub); 2) Bíblia: "Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles serão os ministérios do Jair Messias"; 3) Adoniran Barbosa e Carlinhos Vergueiro, em "Torresmo à Milanesa": "Falar sobre isso e aquilo, coisas que nóis não entende nada" (Bolsonaro, filhos e adjacências).
Caetano Brugnaro (Piracicaba, SP)

Drauzio Varella
Nota zero para a equipe de jornalismo que não averiguou o passado de Suzy. Nota dez para Drauzio, que humildemente pediu desculpas ("Drauzio pede desculpas em vídeo à família de criança morta por trans", Cotidiano, 11/3).
Alvanir Munaretto (Curitiba, PR)

O médico Drauzio Varella publicou um vídeo nesta terça (10) em seu canal online no qual pede desculpas à família da criança morta pela transexual Suzy, a quem ele entrevistou em reportagem do “Fantástico”, da TV Globo, no último dia 1º, e assume a responsabilidade pela repercussão negativa do caso
O médico Drauzio Varella, em vídeo nesta terça (10) em que pede desculpas à família da criança morta pela transexual Suzy - Reprodução/YouTube


O doutor Drauzio não tem que pedir desculpas a ninguém dessa sociedade hipócrita e mesquinha que tenta destruir tudo o que é bom. Drauzio é um grande médico, e ponto final! Minha eterna admiração.
Diva Negri (Florianópolis, SC)

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.