Leitora diz que Bolsonaro revelou estar com Covid para tirar foco de denúncias

Coluna de Hélio Schwartsman, quadrilhão do PP e Deltan Dallagnol são assuntos comentados por leitores do jornal

Bolsonaro e a Covid-19
Oportunamente o presidente noticia o contágio e ocupa manchetes que deveriam denunciar sua relação com as milícias, a prisão de Queiroz e o esquema de rachadinha.
Regiane de Moura Macedo (São Bernardo do Campo, SP)

Finalmente, Bolsonaro apresenta algo positivo!
Luiz Carlos Querido (Macaé, RJ)

É a hora de festa para os abutres, mas liga não. O leão é forte e vai se recuperar, e os abutres vão continuar famintos e cuspindo fogo.
Claudio Vasconcelos (Brasília, DF)

O planeta torce por sua recuperação, Jair. Só para ver se o presidente da República do Brasil tem a hombridade de reconhecer seus erros. Rachadinhas, fantasmas, laranjas, ingerência na PF para proteger a Carlos, Eduardo e Flávio em detrimento de um país chamado Brasil!
Noel Neves (Poços de Caldas, MG)

Melhoras para o melhor presidente do Brasil de todos os tempos. Força, mito. Os urubus da esquerda estão eufóricos com essa notícia, mas vão se dar mal, e Bolsonaro vai reestabelecer sua saúde.
Reinner Carlos de Oliveira (Araçatuba, SP)

Como ficam as análises de que Bolsonaro já estava imunizado, por isso tinha coragem de andar sem máscara e escondia que teve o vírus? Na esquerda, está cheio de análise assim.
Rodrigo Ribeiro (São Paulo, SP)

Tomara que sobreviva sem sequelas. Força Covid, estamos contigo!
Sérgio Pombo (Belém, PA)


Colunista
Sinto muito. Texto sofrível, vazio e que não passa nada a não ser sentimento ruim (“Por que torço para que Bolsonaro morra”, Opinião, 7/7). Isso mostra certa decadência intelectual, pois os argumentos desaparecem e, no lugar, remanesce essa coisa atávica, irracional.
Agliberto Gomes Machado (Teresina, PI)

Bolsonaro exibe comprido de hidroxicloroquina e se diz melhor da Covid-19
Bolsonaro publica vídeo tomando hidroxicloroquina e se diz melhor da Covid-19 - Reprodução

Não sejamos hipócritas! Se 57 milhões torcem para a cura, entre 57 e 89 milhões concordam com o Hélio Schwartsman!
Edison Luciano (Rio Claro, SP)

Como tese, há que se concordar totalmente! Como humanista, não chego a tanto. Mas, como realista, o ocaso do Messias resolveria muitos problemas civilizatórios.
Luis Carlos Rodrigues (Santos, SP)

Que texto lamentável, desprezível, repugnante. De maneira alguma, se coaduna com o jornalismo praticado aqui na Folha. O jornal, se é que realmente se solidariza com todas as vítimas desse vírus, precisa se posicionar e tomar uma atitude.
Tiago Rebolo (Parnamirim, RN)

O jornalista disse o que 70% da população queria falar. Às favas o politicamente correto. Todos do governo e da famiglia sempre dizem as barbaridades que defendem! Só não quero que ele morra. Senão se tornará herói para parte da população e seus filhos! Tem que terminar esse desgoverno vivo, com tudo de ruim que está por vir e que sua turma deu causa, para que o povo acorde!
Mauricio Silva (Rio de Janeiro, RJ)

Acho que ele não merece desejo de morte nem de cura nem de nada. Talvez apenas um “E daí?”.
Armando Moura (São Paulo, SP)

Gente, nem ao pior dos inimigos se deseja isso. Vamos orar por sua recuperação e quem sabe a mente doente deste ser se recupera também.
Carla Lins (Aracaju, SE)


Quadrilhão do PP
Não é saudável para a democracia que corruptos demorem a ser julgados (“Vaivém no STF trava ação contra o quadrilhão do PP”, Poder, 7/7).
Valerio Bronzeado (João Pessoa, PB)

O STF, (in)diretamente, é o grande “guardião da corrupção” endêmica, que destrói o país.
Robinson Elvas Rosal (Teresina, PI)

É muito bom que textos com denúncias venham à tona. Infelizmente chegamos ao ponto em que a política ficou judicializada e a Justiça ficou politizada. O STF vive momento de aprovação por grande parte da população, mas atitudes como a de Gilmar Mendes em “acordões” como este podem deixá-lo em posição mais incômoda com a população.
Alexandre Miquelino Levanteze (Campinas, SP)


Deltan Dallagnol
Cada dia fica mais claro como os processos envolvendo Lula, Dilma e o impeachment foram conduzidos de forma irregular, arbitrária e parcial. Isso já era claro na época, e o governo do PT respeitou as convenções. Não interferiu em PF, MP ou PGR. Todas as defesas foram obedecendo os ritos (“PGR acessar dados da Lava Jato seria como banqueiro ver conta de cliente”, Poder, 7/7).
Mario Donizete Pelissaro (Atibaia, SP)

É inadmissível, em república democrática, instituições autocontroladas. Tem de avisar a Deltan que a força-tarefa de Curitiba não está à parte do Ministério Público, portanto se submete aos controles da PGR, com quem tem “conta conjunta”.
Cleusson Filho (Piúma, ES)


Pandemia
Pessoas morrendo de Covid nas casas, sendo atestado como causas naturais, é o Brasil (“Na pandemia, mortes em casa crescem 53% em quatro capitais", Saúde, 7/7).
Eduardo Freitas (São Paulo, SP)


Em 4 de julho, as mortes por Covid superavam 63 mil, e o presidente, feliz e sem máscara, celebrava a Independência dos EUA. Bolsonaro assusta com sua indiferença o silêncio da maioria do povo brasileiro consternada por famílias enlutadas.
Eni Maria M. de Carvalho (Botucatu, SP)


Demissão
Além do absurdo da situação e do ridículo dos dois —o sujeito beber o auxílio emergencial e a cidadã tentar dar carteirada—, a empresa está certa, por duas razões: a ética e pelo fato de ter dispensado a presença dos funcionários para não se contaminarem, e a ridícula ir ao bar na aglomeração (“Empresa demite funcionária que disse ‘engenheiro civil, melhor do que você’ para agente da Vigilância no RJ”, Painel, 6/7).
José Perez (Rio de Janeiro, RJ)

Foi-se a época em que ato ficava restrito àqueles que o testemunhava. Há tempos mídias sociais se encarregam de torná-los públicos. Não precisa ser estátua para ser julgado e condenado, basta alguém com celular por perto e o mundo (e seu empregador) verá o que você fez.
Reginaldo Manoel Gaona (Parnamirim, RN)


#UseAmarelo pela democracia
Nesse “angu de democradura”, envio a minha contribuição a essa brilhante e oportuna campanha da Folha pela democracia.
Antonio Carlos Rodrigues da Silva (Londrina, PR)

Angu preparado pelo leitor Antonio Carlos Rodrigues da Silva na campanha #UseAmarelo pela democracia
Angu preparado pelo leitor Antonio Carlos Rodrigues da Silva na campanha #UseAmarelo pela democracia - Divulgação

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.