Leitores criticam ação de bolsonaristas na votação do Fundeb

Verbas da Saúde, saneamento básico e igrejas fechadas também são temas de comentários dos leitores

Educação
É bom que o povo acorde logo. Os bolsonaristas defendem a destruição do ensino superior público com a desculpa de que o governo deveria focar a educação básica (“Após tentar desidratar a proposta levada à votação, governo festeja aprovação do Fundeb”, Educação, 23/7). Mas, no vamos ver, eles votam contra o Fundeb, que é justamente para melhorar a educação básica. Será que o povo nunca irá perceber que o que eles querem é estado mínimo, ou seja, que toda a educação seja particular, só para quem pode pagar?
Maurício Serra (Cidade Ocidental, GO)

Esses bolsonaristas não têm espírito público, são só agentes de caos, recalque e ódio. A política, para eles, é lugar de guerra e destruição de inimigos. Agora sabemos o tamanho da base fanática do presidente: sete parlamentares. E pensar que Bia Kicis foi procuradora da República.
Geimison Falcão (Pacajus, CE)


Um terço das verbas da Saúde
Deixar de socorrer pessoas, ao não usar dinheiro disponível, têm todas as evidências de se caracterizar como crime (“TCU dá 15 dias para Saúde explicar distribuição de recursos contra Covid-19”, Saúde, 23/7).
Rodrigo Schmidt (Curitiba, PR)

Se só foi gasto um terço com a pandemia e houve essa enxurrada de roubos em estados e municípios, já pensaram se fossem os 100%? Será que o consórcio seria capaz de levantar quanto se gastou desnecessariamente nos hospitais de campanha? Acho que nenhum deles teve sua capacidade usada 100%.
Marenildes Pacheco da Silva (Rio de Janeiro, RJ)

O Brasil é o único país em que tribunal de contas abre inquérito para apurar quando se gasta dinheiro público sem extravagância, reduzindo custos. Teve até hospital de campanha que não funciona.
Clodoaldo Batista da Rocha (Miradouro, MG)

É o pior governo de todos os tempos. É inacreditável o que Bolsonaro está fazendo com o Brasil. O agente do caos está desmantelando a saúde, a educação e a proteção ambiental em prol de seu projeto autoritário pessoal. Enquanto isso, a esquerda assiste catatônica a tudo isso sem formar mínimas alianças.
Rondinelle Nery Silva (Fortaleza, CE)

Interessante a indignação de termos general comandando o Ministério da Saúde. Quando José Serra, que não é médico, foi ministro da Saúde, ninguém estranhou. Teve até médico no Ministério da Economia!
Angelo Scuderi, médico (Sorocaba, SP)

Eduardo Pazuello é general do Exército e nunca poderia ficar tanto tempo no comando da Saúde, cargo tão relevante. Os brasileiros estão inseguros. Os políticos fazem a maior confusão sobre as condutas que a população deve tomar. Empresas estão demitindo, comerciantes, falindo. O desorientado governo federal passa a responsabilidade para estados e municípios, com apoio do Judiciário. O saldo disso é funesto.
José Carlos Saraiva da Costa (Belo Horizonte, MG)


#UseAmarelo pela democracia

Lenço amarelo, em paletó de Claudio Ferreira, em defesa da democracia
Lenço amarelo, de Claudio Ferreira, em defesa da democracia - Claudio Ferreira


A democracia mora nos detalhes! Vigilância sempre!
Claudio Ferreira (São Paulo, SP)


Saneamento básico
Problemas do setor estão concentrados em: governança corporativa, gestão profissionalizada e política de financiamento adequada à natureza dos serviços prestados (“Quase metade dos domicílios brasileiros não tem esgoto”, Mercado, 23/7). O marco pode ajudar a melhorar os dois primeiros, mas nada ajuda no terceiro, que afeta empresas privadas e públicas. Não é o voo da galinha, mas também não é o da águia.
Jose Vanzo (Franca, SP)

Não vejo texto falar sobre o ordenamento do uso do solo e planejamento urbano. Fala-se em saneamento de forma simplificada, com imagem de imóveis precários em área de rio. Qual empresa de saneamento vai retirar esses imóveis daí ou instalar rede de esgoto ao lado do rio? Em nenhum lugar do mundo isso é feito. Resultado: as favelas continuarão sem “saneamento”.
Daniel Menezes (Salvador, BA)


Colunista
Ótima a comparação de Gabriela Prioli (“Sua Excelência, o poliglota”, Opinião, 23/7) entre o tráfico de drogas e a recusa em proteger a si e aos outros contra a Covid. Ambos estão arriscando as vidas de todos por teimosia (e lucro, no caso das drogas) e pela defesa da sua “liberdade”. Será que os defensores da liberação de drogas vão sair em defesa dos que não querem usar máscaras?
Carlos Brisola Marcondes (Florianópolis, SC)


Igrejas fechadas
Quem é um cristão genuíno, que lê a Bíblia com discernimento e não apenas verbaliza clichês evangélicos desconexos, sabe que a igreja nunca fecha, o que fecham são os templos. Pois igreja são as pessoas, não os tijolos. Especialmente num desastre sanitário em que todos, cristãos ou não, estão sob às normas civis de controle, templos devem fechar. Quer orar na pandemia? Faz muito bem, ore em casa, protegido, ao seu Deus. Quem desobedece isso é um ignorante ou um oportunista (“Igrejas perdem pastores e padres para a Covid-19 e divergem sobre reabertura”, Saúde, 23/7).
Wagner Castro (Rio de Janeiro, RJ)

O pastor Ariovaldo Ramos, da Comunidade Cristã Renovada, está conduzindo os cultos de casa, pela internet
O pastor Ariovaldo Ramos, da Comunidade Cristã Renovada, está conduzindo os cultos de casa, pela internet - Danilo Verpa/Folhapress

Como tudo tem lado positivo, por pior que seja, o vírus conseguiu desmascarar muita gente prepotente e com procuração de Deus na terra.
José Joacir dos Santos (Porto Alegre, RS)


EUA
Os EUA perderam o protagonismo e se apequenaram com a ausência de diplomacia do Trump. Agora o que resta ao futuro ex-presidente é morrer se debatendo (“EUA mandam fechar consulado chinês, e Pequim ameaça reagir”, Mundo, 23/7).
Leonardo Trindade (São Paulo, SP)

Os EUA estão sem uma guerrinha para fazer caixa. Aí ficam provocando! Um país feito de sangue, dos outros e dos próprios americanos.
Isidro Oliveira (Rio de Janeiro, RJ)

EUA e Europa fazem essa barreira porque sentem que podem prejudicar os outros países e ficar tudo bem. Só que o mundo está na Ásia agora. Não há tratado que obrigue a comprar e a viajar a turismo para os EUA. Europa e EUA deixaram há muito de serem parceiros confiáveis!
Luís Otoni Queirós dos Santos (Fortaleza, CE)

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.