Leitores comentam a contaminação de Trump

Reforma tributária é alvo de críticas

Trump e Covid
É surreal o presidente Donald Trump dizer para o povo não ter medo da Covid-19. Todos os contaminados vão ter um hospital montado em casa? Trump não tem empatia com os parentes dos mais de 200 mil mortos em seu país. Ele é o maior responsável pelo elevado número de mortos na maior potência do mundo.
Maria Elza Sigrist (Campinas, SP)


Parabéns, Marcelo Leite. Sua coluna sobre o barata-voa farmacológico a que Trump se submete nos resgata ("Médicos da Casa Branca adotam uma espécie de barata-voa farmacológica", Mundo, 5/10). Tem a seriedade e ao mesmo tempo o humor inteligente que, aliados à ciência, são a nossa última esperança na humanidade.
Léia Cardenuto (São Paulo, SP)

*

Marcelo Leite está coberto de razão. O médico pessoal de Trump está mais perdido que cego em tiroteio. Ele foi indicado (apesar de ser osteopata) pelo fato de ter atuado no Afeganistão. Esse coquetel de anticorpos da empresa Regeneron é indicado para quem tem baixa resposta do seu próprio sistema imunológico.
Adhemar Testa (São Paulo, SP)

*

Parece que o uso preventivo de hidroxicloroquina não surtiu efeito sobre Donald Trump. Logo, a exaltação desse medicamento como prevenção ou no tratamento da Covid não tem base em evidências.
Ângela Luiza S. Bonacci (Pindamonhangaba, SP)


Eleições 2020
O que me angustia, com a proximidade das eleições, é o tanto de deputado e senador que, por não ter pendor legislativo, busca a eleição para prefeito, governador e presidente, querendo executar. Já que desprezam o Legislativo, por que voltam a ele os derrotados no pleito ao qual concorreram? Isso deveria ser proibido por lei.
Antonio Carlos Orselli (Araraquara, SP)

Como temos o infeliz hábito de sempre votar no pior, não tenho dúvida de que Russomanno será eleito. E já no final de 2021 veremos os paulistanos chorando as pitangas.
Marcos Antonio (São Paulo, SP)


Partidos e candidatos
Que ótima notícia esta: "Eleição de 2020 tem mais candidatos, mas menos partidos" (Poder, 3/10)! O sistema partidário ultrafragmentado é um dos nossos principais gargalos a uma melhor representação. É bom saber que já estamos sentindo os efeitos da reforma política.
Arthur Lira (Olinda, PE)

*

E o povão nem emprego tem. É o sistema de castas brasileiro.
Josué de Oliveira (Rio de Janeiro, RJ )

*

Sou Bolsonaro, mas apelo a petistas para que juntos acabemos com as castas estatais. Mais do que qualquer discórdia que temos, eles são os maiores mantenedores da desigualdade social que assola o Brasil. Nossas desavenças não são nada comparadas ao nosso Judiciário.
Felipe Amaral Soares de Oliveira (Barra Velha, SC)


Ambiente

"Com aumento de queimadas, Bolsonaro é pressionado a fundir Meio Ambiente e Agricultura" (Ambiente, 4/10). Fruto daquela reunião ministerial em que Ricardo Salles, de forma ardilosa, disse que era preciso aproveitar o momento para "passar a boiada", ou seja, fazer a desregulamentação da proteção do meio ambiente.
Fabrício Vieira (Belo Horizonte, MG)

Ciência
Muito me espanta ver a Folha voltar à trivial retórica de que "os cientistas do país seguem encastelados em seus laboratórios" bem no momento em que as universidades públicas vêm sofrendo ataques pesados ("Luzes distantes", Opinião, 5/10). Estudo publicado recentemente na Plos One, no qual mais de 2.000 instituições científicas foram analisadas, indicou que no Brasil a comunicação científica supera a de países como EUA, Alemanha, Itália, Japão e Holanda. O que falta ao país é algo muito mais profundo. A educação científica deve ser iniciada desde cedo, já na educação infantil.
Bettina Malnic, Departamento de Bioquímica da USP (São Paulo, SP)

*

"Os cientistas do país, parece, seguem encastelados em seus laboratórios". Certa vez, ofereci a um importante jornal uma coluna "de linguista" (expliquei como seria, dei exemplos) e ouvi que os leitores não se interessariam, porque só querem saber de certo ou errado. Publiquei durante anos colunas daquele tipo em outros espaços, e elas eram lidas e debatidas. Mas o jornal preferia publicar pequenas aulas ruins, repetidas e de certa forma plagiadas. Tipo cloroquina.
Sírio Possenti (Campinas, SP)

Reforma tributária
Cinicamente, o ministro Guedes vê só até a classe média como fonte de recursos ("Governo quer extinguir desconto de 20% em declaração simplificada do IR", Mercado, 5/10). Os ricos jamais entram nos planos.
João Garcia (São Paulo, SP)

*

Se se taxassem as grandes fortunas, como já aponta a Constituição, haveria de onde tirar esse dinheiro.
Rafael Alves da Silva (Mauá, SP)

*

Não passa um dia sem que o Chicago Boy tente tungar a classe média, das mais diversas formas. Isso é tudo o que o grande economista, guru de Chicago, tem a propor?
Luiz Leal (Florianópolis, SC)

Se fossem taxadas as grandes fortunas, as grandes propriedades, as igrejas e os templos, se fossem cobradas as empresas devedoras e taxadas as exportações de grãos e carne, a arrecadação seria muito, mas muito maior. Mas tirar do povo, que sempre é sacrificado, é mais fácil. Coisa de pessoa covarde e despreparada.
Jorge Mayoroff Júnior (São Paulo, SP)

Direitos humanos
"Advogada do grupo Prerrogativas recebe prêmio da ONU dedicado a pessoas negras influentes" (Mônica Bergamo, 3/10). Pessoas como essa jovem advogada são as que transformam o mundo. É um modelo para jovens.
Maria Torres (São Paulo, SP)

A advogada Sheila de Carvalho, do grupo Prerrogativas - Divulgação

Volta às aulas
Em relação à reportagem "Escolas privadas de SP vão de grafite a química na reabertura" (Cotidiano, 5/10), informo que nunca houve vaivém de datas em relação ao retorno das aulas presenciais. Desde o início da reabertura gradual, a prefeitura deixou claro que as atividades presenciais só correriam com aval da saúde, baseado em inquéritos sorológicos, indicadores específicos e agora no censo epidemiológico, para garantir maior segurança
Patrícia Lopes, Secretaria Municipal de Educação (São Paulo, SP)

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.